Total de visualizações de página

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

VOCÊ TRABALHA POR PRAZER OU PRA COMER?!/!?


SE VOCÊ TRABALHADOR(A) TRABALHA SÓ PRA PAGAR CONTAS E COMER/SUBSISTIR, ENTÃO É UM PERIGO POTENCIAL NA EMPRESA QUE LHE EMPREGA E PRA VOCÊ MESMO(A), POIS QUEM SÓ 'TRABALHA POR TRABALHAR' CORRE RISCO DE SER DESLEIXADO COM O QUE FAZ, MAL-EDUCADO/HUMORADO COM CLIENTES, ARROGANTE/AMOLENTADO COM PATRÃO E CHEFIAS, É UMA VIOLÊNCIA SÓ EM CASA, CULTIVA DOENÇAS PELO PESSIMISMO HODIERNO, NÃO CONCEGUE SAIR DA MISÉRIA MORAL/PESSOAL QUE 'TENTA' ERRADICAR/SAIR. AOS PATRÕES/EMPREGADORES CABE A DIFÍCIL TAREFA DE AGÜENTAR UM FUNCIONÁRIO DESOBEDIENTE/NEGLIGENTE/INOPERANTE, CAUSADOR DE ACIDENTES E FOFOCAS NEGATIVAS NA EMPRESA!!!

*VOCÊ SE ENQUADRA?!?!? ENTÃO VEJA ABAIXO O QUE PODE ACONTECER QUANDO SEU TRABALHO VIRA VALOR E PRAZER!!! 

Trabalhar Com Prazer


As pessoas precisam conquistar ao longo da vida alguns bens que possam contribuir para a sua segurança e conforto.

É necessário ter uma fonte de renda e saber preservá-la, para permitir autonomia pessoal quanto a alimentação, vestuário, transporte, residência, educação, assistência médica, lazer,etc.
O trabalho desempenha um papel fundamental para que isso possa acontecer.

A expectativa do trabalhador com relação ao trabalho e o que a empresa espera dele está em constante evolução. O mundo mudou, as empresas mudaram e o comportamento humano também. Empresas e empregados precisam se adaptar às transformações e se preparar para atender às novas exigências.

Conciliar a vida profissional com lazer não é tarefa simples, mas isso é importante para quem quer conquistar uma boa qualidade de vida. Foi-se o tempo em que o trabalho resumia-se a oito horas diárias. Hoje, instrumentos como o notebook e o celular acompanham a pessoa mesmo após o trabalho, exigindo que o profissional fique conectado às suas atividades em tempo integral.

Isso representa uma grande mudança, já que no passado, por mais que houvesse assuntos para resolver, nada poderia ser resolvido fora do local de trabalho. Assim, o profissional passou a ser muito mais requisitado, sobrando cada vez menos tempo para atividades de lazer.

Contudo, a vida não se resume só ao trabalho. A descontração é fundamental para o bem estar psicológico e emocional das pessoas. O controle das emoções interfere diretamente na capacidade de superar obstáculos e solucionar problemas. As empresas modernas procuram se adaptar a essa necessidade, pois o salário há muito tempo deixou de ser o único atrativo para o empregado.

O relacionamento social entre funcionários é cada vez mais incentivado no ambiente de trabalho, pois as pessoas têm menos tempo para se relacionar fora dele. Assim, trabalho e emoção devem andar juntos, propiciando melhores resultados na vida profissional e mais satisfação na vida pessoal. Atividades feitas com prazer aumentam a chance de um bom rendimento no trabalho e melhoram a qualidade de vida.

A nova organização do trabalho torna inevitável a integração de papéis. Essa integração é necessária e muitas empresas procuram aproximar até mesmo os filhos dos funcionários, levando-os para conhecer o local em que seus pais trabalham. Algumas empresas investem nos homeworkers, ou seja nos profissionais que trabalham em suas casas e com ótimo rendimento profissional.

No plano doméstico, com o crescente desenvolvimento profissional da mulher e sua ausência do lar, o homem passou a dividir a responsabilidade pela educação dos filhos e pelos afazeres domésticos. Com o intuito de conciliar família e trabalho, muitas empresas oferecem creches e escolas, que por vezes estão instaladas no próprio local de trabalho, facilitando a vida dos pais.

Horários flexíveis, bons planos de saúde e programas preventivos de estresse também fazem parte da preocupação da empresa com o bem estar dos seus funcionários. Todavia, cabe ao trabalhador conseguir um espaço na sua agenda para atividades prazerosas. Na falta de tempo para praticar esporte ou exercícios físicos, pode ser possível caminhar até o trabalho ou ir de bicicleta, mesclando momentos de lazer com os interesses profissionais.

Problemas surgem diariamente, mas é importante não perder o equilíbrio das emoções. Se isso acontecer, as decisões e as soluções de problemas podem ser afetadas. Os empresários modernos sabem que o ser humano é feito de carne, osso e emoções. Por isso oferecem condições para que o trabalho seja realizado em harmonia com as necessidades das pessoas. Ainda há muitos obstáculos a serem superados, mas os primeiros passos para que isso se concretize já foram dados.    

Trabalho + Prazer = Sucesso da Empresa

Sabe aquele antigo jargão: “Quando você gosta do que faz, não precisa trabalhar”? Pois é, em algumas ocasiões, os maiores clichês são a mais pura verdade.



Sabe aquele antigo jargão: “Quando você gosta do que faz, não precisa trabalhar”? Pois é, em algumas ocasiões, os maiores clichês são a mais pura verdade.

Mas da intenção à realidade há uma longa distância, e o grande desafio dos empresários neste século, quando tudo parece acontecer de forma cada vez mais competitiva e acelerada, é fazer com que seus colaboradores realmente sintam-se em casa no ambiente de trabalho, sintam prazer em estar ali.

Como atingir tal situação? Estamos cansados de escutar dicas de especialistas que aconselham às pessoas desenvolverem hábitos saudáveis no cotidiano doméstico, para contrabalançar o estresse do cotidiano profissional, em busca de uma melhor qualidade de vida, visando a evitar problemas de saúde causados pelas pressões sofridas no trabalho.

Só que nem sempre a prática de esportes, a alimentação correta e outras atitudes positivas, realizadas fora da empresa, são suficientes para neutralizar as conseqüências do desgaste passado dentro de uma corporação.

Claro que levar uma vida pessoal regrada é sempre benéfico, mas é preciso que essa vida saudável aconteça também durante o exercício profissional. Não se trata de um bicho de sete cabeças. A solução pode ser mais simples do que aparenta. Há várias formas de levar colaboradores a realmente sentirem prazer em suas atividades.

A empresa pode investir em benefícios, incentivos, prêmios, cursos e tantas outras iniciativas que despertem o bem-estar do profissional. Mas tudo isto pode ser ainda insuficiente para fazer com que o ele se “apaixone” pelo seu trabalho.

Temos de considerar que um trabalhador apaixonado pelo que faz busca superar qualquer barreira que possa aparecer pela frente. É como uma relação amorosa. Quando existe amor, deseja-se o melhor à pessoa amada. Ao contrário, uma relação desgastada leva as pessoas ao comodismo, tudo parece soar chato, cansativo, difícil.

Há outros recursos que podem ser considerados para criar o clima ideal. A criação de ambientes culturais dentro da empresa, como biblioteca, videoteca, estúdio musical onde os funcionários possam tocar instrumentos e cantar, palco para ensaios de artes cênicas, pode trazer bons resultados.

Outras possibilidades são os cursos de idiomas gratuitos; atividades esportivas durante ou após o expediente; uma interrupção rápida das atividades para fazer uma massagem com um especialista. Tudo isso funciona como benefícios diferenciados, complementos aos benefícios “comuns” como vale-refeição, assistência médica etc.

O mais importante é fazer com que o profissional sinta-se à vontade. Isso não quer dizer que ele poderá esquecer seus objetivos e obrigações. Existem as metas, a cobrança, mas estas são melhor assimiladas quando há uma boa relação entre organização e colaborador. Se esse bom relacionamento estende-se a todo corpo de trabalhadores, não há como dar errado: todos vestem a camisa da empresa, sentem-se parte dela e buscam o seu melhor desempenho.

A dica para o empresário que quer um ambiente de trabalho harmônico é: invista no prazer. Trabalho não significa exercício militar. É preciso cativar, chamar o colaborador para o seu lado.

Um ambiente “pesado”, nervoso, pode se tornar o calcanhar de Aquiles quando concorrências se acirram e crises surgem. Será nesses momentos que haverá necessidade de entrega, daquele “algo mais” por parte do trabalhador. E aquele que sentir prazer em trabalhar, será aquele que se doará de forma intensa no momento necessário.

Só para ilustrar, lembremos do Google, onde funcionários não precisam usar terno e gravata, encontram um escritório “descolado” e várias opções de lazer dentro da empresa. Eles fazem da marca a maior do segmento em que atua...


FONTE: ADMINISTRADORES
Flávia Leão Fernandes       CRP 06/68043 Psicóloga clínica, Mestre em Psicologia pela Universidade de Londres, Inglaterra e especialista em Psicologia Hospitalar com enfoque em obesidade.
 “Quem entra para trabalhar sorrindo, cativa!
Quem entra de mau humor, espanta!
Quem sai de casa sorrindo, fará amigos!!!

Quem sai de casa triste, afasta e enxota.” (Anônimo)






DICA NATALINA: QUE TAL VOCÊ FAZER UMA GUIRLANDA DE CANELA EM PAU?!?!?


AS GUIRLANDAS SIMBOLIZAM VIDA, ETERNIDADE, FORÇA & CURA!!!

Presente na maioria dos lares durante o mês de dezembro, a guirlanda é um dos símbolos natalinos mais famosos. Mas será que todos que as colocam em suas portas sabem o que ela significa?

A origem da guirlanda natalina, ou coroa de Natal, é anterior ao cristianismo. Ainda na época dos gregos pagãos, elas eram colocadas nas portas de entrada como um “adorno de chamamento” aos deuses, ou seja, um sinal de boas-vindas.

Já na Roma Antiga, um ramo de plantas enrolado no formato de coroa era um voto de saúde. Posicionando-a na porta de casa, significava saúde para todos os habitantes.
Um pouco depois, na Idade Média, a sua relação com o Natal ainda não era muito forte. Também como símbolo de boas-vindas, era exposta na porta dos lares durante o ano inteiro com o brasão familiar. Além disso, ela servia de proteção contra bruxas, demônios e má-sorte.

Sempre carregando um significado bom, hoje a guirlanda é utilizada como decoração de Natal. Representando paz, prosperidade, evolução e recomeço, elas continuam adornando a porta de entrada de lares ao redor do mundo.

A magia de criar sua própria guirlanda


A vantagem de criar a sua própria Guirlanda é que a energia que você vai colocar em sua criação, vai energizar sua entrada no Ano Novo.

A técnica de montagem uni especiarias que trazem um resultado surpreendente de boas energias para proteger você, sua família e sua casa.

Você vai criar o visual combinado com suas necessidades, assim além de decorar, vai curar o ambiente.

O material usado para montar a guirlanda é barato e simples.

Da lista sugestiva de materiais à seguir, tirando o cipó que você compra em floriculturas, o restante você encontra em sacolão, feiras e mercados.

A montagem é super simples. Basta torcer duas ou três tiras de cipó e emendar as extremidades formando um circulo.

Em seguida você posiciona os ingredientes escolhidos previamente em toda volta para ter uma base da disposição.

Então, com cola quente em pequena quantidade para não ficar grosseiro, você vai colando um a um e observando se esta ficando do seu agrado.

Com a criatividade de sempre, sua guirlanda vai ficar maravilhosa e cheia de energia boa.
Lembre-se de fabricá-la no seu melhor bom humor!

Lista de materiais com forte significado na guirlanda:
ALHO: Contra a inveja.
ANIS: Sexualidade.
CAFÉ: Fartura.
CANELA: Transmite harmonia.
CIPÓ: Força.
CRAVO: Equilíbrio.
GUARANÁ: Energético.
LENTILHA: Atrai fortuna.
LOURO: Sucesso
.
PIMENTA: Combate a inveja e a fofoca.
SOJA: Saúde.
TRIGO: Prosperidade.

Guirlandas inspiradoras - Diferentes materiais e ocasiões
Surpreendente, essa é com Flores de papel!

O QUE REALMENTE REPRESENTA O NATAL?!?!?
 
O Natal representa o nascimento de JESUS, o CRISTO e a humanidade atualmente esquece de reverenciá-lo para pensar somente em Papai Noel.
Papai Noel pode ser olhado como um símbolo do Natal. Embora muitos digam que ele é a representação de São Nicolau, a figura do velhinho gordo, de cabelos e barbas brancas, todo vestido de vermelho deixou de ter qualquer relação com o Santo e passou a ser um ícone do comércio, do consumismo de nossa época. Além de ser um homem igual aos outros, apenas por ser da igreja tradicional. Mas não é JESUS.
O velhinho que dizem vive no Pólo Norte, só aparece uma vez por ano, enquanto JESUS está sempre conosco, esperando que abramos nossos corações à sua mensagem de amor.
JESUS não precisa perguntar que presente queremos ganhar, porque ele sabe de todas nossas necessidades e ele se preocupa com nossas aflições e traz o alívio espiritual que precisamos- basta saber ouvi-LO.

Seus ensinamentos são o melhor presente que ELE poderia nos ter deixado. Precisamos entendê-los, valorizá-los e aplicá-los no dia-a-dia.

Assim, estaremos dando a JESUS, no seu aniversário o presente que
ELE quer ganhar: a prova de que sua vinda a este planeta e seu sacrifício por nós não foram em vão.

É preciso reencontrar o CRISTO, que veio a nós para nos salvar e a data de seu nascimento marcou o início de uma nova era para a humanidade- a era do amor ao próximo, da caridade e da redenção.
TEMOS QUE TRAZER JESUS DE VOLTA AO NATAL, POIS ELE É A RAZÃO DE TODAS AS FESTIVIDADES.
 

CULINÁRIA DE NATAL...
CASSATA DE DAMASCO

 

250 ml de creme de leite fresco
3 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (chá) de essência de baunilha
meia xícara (chá) de pé de moleque triturado
meia xícara (chá) de damascos picados
20 bolas grandes de sorvete de Creme e Framboesa KIBON

ARABESCO
meia xícara (chá) de açúcar cristal
6 colheres (sopa) de água
meia colher (chá) de vinagre branco
Para untar:
óleo

Para forrar e cobrir:papel-alumínio
Modo de preparo
1- Forre uma fôrma de bolo inglês média (24 x 10 cm) com papel-alumínio e reserve.
2- Bata na batedeira o creme de leite, o açúcar e a baunilha em velocidade média, até ficar em ponto de chantily. Retire da batedeira e junte o pé de moleque, os damascos e misture delicadamente.
3- Na fôrma reservada, coloque metade do sorvete de Creme e Framboesa KIBON e espalhe com uma colher. Faça uma camada com o chantily e outra com o restante do sorvete de Creme e Framboesa KIBON.
4- Cubra com papel-alumínio e leve ao freezer por 4 horas ou até ficar firme.


ARABESCO
5- Unte uma folha de papel-alumínio e reserve.
6- Em uma panela pequena coloque o açúcar, a água e leve ao fogo médio até levantar fervura. Junte o vinagre e ferva até obter uma calda em ponto de caramelo claro. Retire do fogo. Com uma colher (chá) pegue pequenas porções de calda e derrame em fios sobre papel alumínio reservado, formando arabescos. Reserve até endurecer.
7- Desenforme a cassata, decore com arabescos de caramelo e sirva a seguir.




Nenhum comentário: