Total de visualizações de página

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

PREVENÇÃO DE QUEDAS EM CASA E TRATAMENTO PARA QUEM CAI COM FREQUENCIA!!!

FATORES QUE LEVAM À QUEDA!!!





EM TODA A RESIDÊNCIA...



• Mantenha uma boa iluminação em todos os cômodos da casa e uma luz na entrada principal da residência.

• As lâmpadas devem ser de fácil manutenção e substituição.

• Nunca deixe fios elétricos e de telefone desprotegidos. Prenda-os à parede.

• Evite tapetes no chão, principalmente nas escadas. Se for usá-los, fixe-os ao chão.

• Pinte de cores diferentes ou faça marcas visíveis no primeiro e no último degraus das escadas. Elas devem ter degraus com piso antiderrapante. Converse com seu médico sobre a necessidade de colocar barras de apoio (corrimão).

• Use sapatos com saltos largos e calcanhares reforçados, para evitar que o pé se movimente. Não use chinelos. Prefira os calçados fechados.

• Cuidado para não errar a dosagem dos remédios.

• Não use camisolas e robes compridos, para evitar tropeços, principalmente no meio da noite.

• No quintal, evite o acúmulo de folhas e flores úmidas no chão.

• Ao dormir, deixe a luz do corredor acesa para auxiliar a visão caso acorde no meio da noite.

• Se cair e tiver dores, procure assistência médica. Deixe o telefone em um local de fácil acesso, para quando for necessário pedir ajuda.

NO QUARTO

• Procure utilizar uma cama larga, com altura suficiente para que sentado você consiga apoiar os pés no chão, evitando tonturas. Ao deitar-se, utilize sempre um travesseiro para apoiar a cabeça.

• Use uma mesa de cabeceira, de preferência, com bordas arredondadas e procure fixá-la ao chão ou à parede, para evitar que se desloque caso você se apoie nela.

• Mantenha uma cadeira ou poltrona no quarto, para que você possa sentar-se na hora de calçar meias e sapatos.

• Os interruptores devem estar ao alcance de sua mão quando você estiver deitado na cama, para evitar que você se levante no escuro.

• Evite prateleiras muito altas ou baixas, para diminuir o esforço físico ao procurar algum objeto.

NO BANHEIRO

• O piso do box, assim como de todo o banheiro, deve ser antiderrapante.

• Evite prateleiras de vidro e superfícies cortantes, e não use aquecedores a gás dentro do banheiro. Eles devem ficar em um local arejado da casa, como, por exemplo, a área de serviço.

• Se for necessário, utilize barras de apoio no box e nas paredes próximas ao vaso sanitário.

• O banheiro deve ter espaço útil para duas pessoas, para o caso de você precisar de ajuda.

• Certifique-se de que os interruptores e as tomadas elétricas estão em locais altos e em áreas secas do banheiro.

NA COZINHA

• Os armários não devem ficar em locais muito altos. Guarde os objetos que são pouco utilizados nos armários superiores e os de uso freqüente, em locais de fácil acesso.

• Instale o botijão de gás fora da cozinha.

• Evite colocar peso nas portas da geladeira e utilize as prateleiras que não exijam que você abaixe ou levante muito os seus braços.

• Os fornos elétricos e os microondas devem ser instalados em local de fácil acesso. Lembre-se de desligar fornos, microondas e ferros de passar roupa, após o uso.

NAS SALAS
• Procure utilizar cores claras nas paredes e aumentar a iluminação, tornando-a três vezes mais forte que o normal, para compensar suas dificuldades visuais. Uma boa dica é completar a iluminação fazendo uso de luminárias de fácil manutenção.

• Opte por sofás e poltronas confortáveis, com assentos não muito macios, e que facilitem os atos de sentar-se e levantar-se.

• Evite quinas de vidro, metal ou materiais cortantes em mesas de apoio.

• Não use tapete embaixo da mesa da sala jantar e deixe um espaço no entorno da mesa para a movimentação das pessoas.

• Prefira pisos antiderrapantes.
PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS


O que é o programa de prevenção de quedas?

O programa se baseia em uma avaliação prévia do paciente, onde os fatores de risco vão ser destacados e através desta avaliação é elaborado um programa de tratamento que compreende desde alongamento, fortalecimento muscular, treino de marcha e treino de equilíbrio.

Na Clínica de Fisioterapia Reabilitar o tratamento é feito com aparelhos de última geração, visto que para treino de equilíbrio usamos a Wii Balance bord, através dela conseguimos avaliar centro de gravidade e tratar o paciente de uma forma virtual e interativa.

Como sei se estou em risco?

Quedas freqüentes.

Problemas de visão.

Deformidades dos pés.

Doenças como labirintites, esclerose múltipla, doença de Parkinson, derrame cerebral, arritmias cardíacas, etc.

Redução da força muscular de membros inferiores.

Uso de medicamentos ou drogas que possam afetar o equilíbrio.

A qualquer destes sintomas você deve procurar um médico, e se orientar.

Quais os benefícios de um programa de prevenção de quedas quedas?

Diminuição do risco de problemas de saúde associados à queda Aumento da auto-estima.

Melhoria da condição física global, com todos os aspectos positivos que o exercício físico acarreta.

Diminuição dos episódios depressivos e problemas emocionais.

Melhor qualidade de vida.

Maior longevidade.

Fonte: www.qualivida.intermedica.com.br




sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Licença Maternidade - A Saúde da Trabalhadora


A mulher que descobre que está grávida deve imediatamente informar a empresa onde trabalha, entregando uma cópia do exame que comprove o estado de gravidez. O importante é lembrar de pegar um protocolo (com data e nome do funcionário que está recebendo) de qualquer documento que você entregue no seu trabalho.

A partir do momento que a empresa toma conhecimento de sua gravidez, ela está proibida de te demitir sem justa causa, pois por justa causa é possível (futuramente falaremos o que motiva uma demissão por justa causa).

Lembrete: A empregada doméstica não tem estabilidade no emprego, e, por isso, pode ser demitida grávida, com algumas ressalvas.

É interessante saber que a estabilidade da mulher grávida no emprego se inicia quando ela informa a empresa do seu estado e termina após a licença maternidade de 120 dias. Em caso de parto antecipado, a mulher também tem direito a licença de 120 dias.

Apesar de não ser o costume nas empresas, a mulher deve parar de trabalhar 4 semanas (28 dias) antes do parto e retornar somente após 12 semanas.

      **Dicas para Aumentar o Tempo da Licença Maternidade**
Muitas vezes, as mulheres grávidas combinam com seus chefes de trabalharem um pouco mais antes do parto para terem mais dias após o nascimento.

Também é interessante pedir as férias após a licença maternidade para ganhar mais 30 dias de contato com o bebê (normalmente recomenda-se amamentar até seis meses de idade).

Em casos excepcionais de necessidade da gestante ou do bebê, os períodos de repouso antes e depois do parto também podem ser aumentados em duas semanas, mediante entrega de atestados médicos.

Enquanto a mulher estiver em licença maternidade, ela continuará recebendo seu salário normalmente, pois este continuará sendo pago pelo empregador, que posteriormente será ressarcido pelo INSS.

$$$ Maiores Detalhes Sobre a Remuneração $$$
A mulher terá direito ao salário integral durante a licença maternidade. Quando a remuneração da mulher é variável (ex.: quem recebe comissões), será calculada a média dos últimos seis meses de trabalho.

Antigamente, quem pagava o salário durante a licença maternidade era o próprio empregador, mas isso foi alterado, passando a responsabilidade ser do INSS. A mudança foi ótima, pois isso reduziu a discriminação da trabalhadora mulher, que já não "pesa" mais para o empregador.

Em caso de mulher que trabalha sem registro, a própria empresa é obrigada a pagar o salário dela durante a licença maternidade.

Outro direito que a gestante tem é o de ser dispensada do horário de trabalho pelo tempo necessário para realização de, no mínimo, seis consultas médicas e demais exames complementares. Sempre que a gestante tiver dúvidas sobre sua saúde ou seus direitos, ela deve procurar auxílio com os profissionais de sua confiança, para que esse período especial seja também muito tranqüilo.

• Licença Paternidade

É a ausência do empregado ao serviço, por ocasião do nascimento do filho. Fixada em cinco dias, a licença-paternidade possui natureza salarial, a cargo do patrão. No entanto, o seu pagamento está condicionado à apresentação da certidão de registro do filho, podendo, aceitar como suficiente o atestado da maternidade onde ocorreu o nascimento da criança. A sua contagem inicia-se a partir da data em que ocorreu o parto da mulher.

A licença-paternidade justifica-se na possibilidade do pai poder dar maior assistência à mãe e ao filho, por ocasião do nascimento desse, permitindo, ainda, que efetue o competente registro. Atualmente, o pai tem participação ativa na criação dos filhos, desde os primeiros dias de nascido, o que tem se revelado de grande importância.

Licença Maternidade Mãe Adotiva
Pela nova lei, mulheres que adotarem crianças de zero a oito anos têm direito à licença e salário maternidade. Antes, esses direitos eram concedidos apenas às mães biológicas. O tempo da licença varia de acordo com a idade da criança. Mães que adotarem crianças com até um ano têm direito a 120 dias de licença. Se a criança tiver entre um e quatro anos, o benefício será de 60 dias, e para filhos adotados com idade entre quatro e oito anos a licença maternidade será de 30 dias. Lei nº 10.421, de 15 de abril de 2002.

Importante ressaltar que, na licença maternidade, a lei ampara não só a mãe como também o recém-vindo, inclusive o adotado. O descanso, nesta ocasião, objetiva não apenas a recuperação da gestante, como também a oportunidade de mãe e filho se adequarem à nova realidade, integrando-os, de modo a proporcionar o melhor desenvolvimento infantil e, mais tarde uma relação adulta mais sadia e afetiva. Essa é a finalidade da licença maternidade para a mãe e filho adotivos.

Fonte: Ministério Público

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

insalubridade

Ausência de perícia não impede pagamento de insalubridade




"A realização de perícia é obrigatória para a verificação de insalubridade. Quando não for possível sua realização, como em caso de fechamento da empresa, poderá o julgador utilizar-se de outros meios de prova". É o que estabelece a jurisprudência do Tribunal Superior do Trabalho (Orientação Jurisprudencial nº 278 da SDI-1), e, com base nela, a Oitava Turma do Tribunal rejeitou o recurso da Pharmacia Brasil Ltda. contra condenação ao pagamento do adicional de insalubridade no grau médio a duas ex-empregadas aposentadas.



As empregadas ajuizaram ação na Justiça do Trabalho visando ao recebimento do adicional, por terem trabalhado em locais com exposição a ruídos acima de 85 decibéis e terem tido contato com alguns agentes químicos. A sentença de primeiro grau indeferiu os pedidos, mas o Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (RJ), ao julgar recurso ordinário, entendeu necessária a realização de perícia. O artigo 195 da CLT prevê que, nas ações trabalhistas com pedido de adicional de insalubridade, o juiz deverá designar perito especializado para averiguar tais condições, pois somente o perito, com conhecimento técnico, poderá atestar se a atividade desenvolvida pelo empregado é perigosa ou não.



Ao ajuizar a ação, as empregadas já estavam aposentadas, e o local em que trabalharam havia sido desativado. Elas solicitaram que se considerassem as demais provas reunidas no processo, como os laudos individuais, concedidos pela empresa para fins de aposentadoria especial. Com base no PPP - Perfil Profissiográfico Previdenciário, emitido pelo INSS, o Regional comprovou o trabalho em atividades insalubres (com excesso de ruído) durante toda a jornada e sem o uso

de protetor auricular, e deferiu, assim, o adicional em grau médio, com reflexos nas demais verbas, calculado sobre o salário mínimo da região.



Ao examinar recurso de revista da empresa, a relatora no TST, ministra Dora Maria da Costa, chegou à mesma conclusão. "O TRT considerou válida a perícia que alicerçou o laudo da aposentadoria especial, pois o local de trabalho já havia sido desativado", afirmou. A ministra citou o Regional para explicar que, embora a finalidade do PPP somente tenha sido

normatizada em 2003, os laudos individuais realizados pelas empresas para concessão de aposentadoria especial são realizados de forma individual, por profissionais qualificados e registrados junto ao Ministério do Trabalho, com o aval da empresa - que, ao assiná-los, assume as condições de trabalho ali descritas.



Processo( RR 2127/1999.204.01.00.3)

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

situação do sintest em rondônia

Vejam abaixo a opinião e exposição do Coronel do Corpo de Bombeiros do Estado de Rondônia, (que está destacado em seu Batalhão em Porto Velho)sobre PRÁTICAS ANTISINDICAIS QUE ESTÁ OCORRENDO EM JI-PARANA, NO SINTEST-RO, NUMA PERSEGUIÇÃO IMPLÁCEL SOBRE A COMPANHEIRA ILONE BANTLE, PROVOCADA POR AGENTES DO GOVERNO!


O Funcionário Público Agente de Higiene da Sub-Delegacia do Ministério do Trabalho e Emprego, Moacir Perozzo, está envolvido!

FEDERAÇÃO NACIONAL DOS TÉCNICOS DE SEGURANÇA DO TRABALHO

Olá pessoal,



Vejo que, por incrível que possa parecer o que era para ser algo bom e importante para a nossa classe tem sido "mediocrisado", se é que existe esta palavra, por uma ou no máximo duas pessoas que ainda não conseguiram entender que ser técnico em segurança é coisa para profissionais abnegados como são alguns que foram meus colegas de curso. Acho que todos sabem do que falo, e são muitos. Porém há como disse um ou dois talvez que desde aquela época do curso tem tido dificuldade em entender os processos, liderar ações proativas, se quer sabem administrar suas coisas, e esta é uma opinião baseada em conhecimento, né Sr. Moacir, o Sr. por exemplo nunca em nenhum momento serviu a causa a não ser para dificultar o trabalho dos que tem boa vontade. O Sr. é um profissional do governo federal, como uma responsabilidade tremenda que poderia estar contribuindo de forma significativa para que seus colegas de profissão pudessem se aperfeiçoar, se aprimorar na Lida da segurança, e, no entanto até hoje, e lá se foram 12 anos, não vi nada a respeito que tenha partido do Sr., nem sequer uma palestra que pudesse nos orientar para rumos talvez melhores, dai pergunto: Será que o Sr. tem mesmo perfil para esta atividade?, Será que não seria o Caso do Sr. continuar na DRT fazendo o seu trabalho de origem? Será que o Sr., um homem maduro, inteligente, conseguiria se adaptar a dura realidade de liderar um sindicato? já que todas as vezes que foi convidado a participar de ações de integração, como seminários, por exemplo, sempre se esquivou, saiu pela tangente e quando foi, so fez criticar de forma maldosa e usando de ma fé, inclusive contra pessoas a quem devemos nossa formação, experiência e respeito como é o caso do Sr. Elias Bernardino e do Sr. José Augusto, que sempre nos honraram com suas presenças em nossas atividades, nos ensinando e dando suporte, suporte este gratuito e que permitiu que uma colega sua chegasse a frente do primeiro sindicato desta classe em Rondônia, Pessoa que é UMA LUTADORA, que se desdobra para que as coisas aconteçam, que praticamente sozinha já realizou eventos relevantes para a segurança do trabalho no estado. A Iloni, Moacir, além de uma grande amiga, de ser mulher, de ser madura, foi a única dentre tantos que teve a coragem de abrir mão de sua família, de suas coisas, até de empregos melhores para tentar cuidar do sindicato, então eu acredito que ta mais do que na hora de vc deixar que pessoas que entendem do assunto façam o trabalho, por que tenho certeza e é para o seu bem, vc não conseguiria, não abriria mão de nada, em favor de uma "Associação" que não dá lucro, e dá sim muito trabalho.



Eu Como bombeiro acredito que nunca é tarde para revermos alguns conceitos e acredito na máxima que Diz: ''O conflito promove o crescimento", então peço a todos, como amigo, Técnico em Segurança também, que só não é sindicalizado por não poder mesmo, e também como gestor de segurança numa corporação que tem 95% de credibilidade no Brasil e 98% no mundo, superando até a CVM - Cruz vermelha Internacional em alguns lugares. Para quem gosta de índices e, eu sei Moacir, o Sr. Gosta isto é algo relevante. Vamos recomeçar melhor do que nunca, sem palanques ou palcos iluminados.



Eu confesso que os índices são importantes para nos mostrar onde nós podemos melhorar, mas a essência dos resulatdos está no trabalho, é 20% inspiração e 80% transpiração, podem acreditar, tenho 25 anos de serviço no Corpo de Bombeiros e ainda não ví ninguém salvar uma vida sentado numa repartição assinando papéis ou cumprindo protocolos burocráticos, mas já vi técnicos em segurança reanimar colegas de trabalho, fazendo massagem cardíaca em cima de uma tábua numa obra de construção civil, e trazê-los de volta a vida, com a graça de Deus, já "Técnicos em Segurança" sem qualquer recurso no caixa e nem no bolso conseguirem organizar um evento de referência no estado de Rondônia, no interior inclusive, reunindo o que há de melhor na Segurança do trabalho, profissionais com experiência e talvez até com as melhores idéias do país sobre o tema para nós, reunindo instituições de renome como a Fundacentro por exemplo, a Alpina Briggss, que atendem um padrão de excelência mundial.



Então, concluindo o raciocínio, dada a preocupação que tenho como Coordenador de Operações do Corpo de Bombeiros que tem no sistema de segurança do trabalho das empresas uma mão forte e amiga nos casos de acidentes e sinistros, Conclamo a todos os Srs(as), a quem respeito e admiro, utilizem a boa democracia, para escolher os seus líderes, mas mas não matem o que já foi um embrião e agora começa a engantinhar, escolham profissionais capazes, voluntários e principalmente, abnegados e que tenham paciência, tempo e disposição para abrir mão de suas poltronas confortáveis e "cair" em campo promovendo a segurança do Trabalho, para o estado de Rondônia e para o Brasil.



Reitero que isto é uma opinião, que expressa meu entendimento sobre o fato, e que seja lá quem for que esteja a frente, deve por obrigação, no mínimo agradecer aos que os antecederam, por que fizeram do "nada", algo para ao menos discutirmos melhor sobre segurança do trabalho em Rondônia.



Parabéns Iloni por tudo e obrigado pela sua incondicional amizade, aproveito para agradecer ainda os colegas e amigos, a quem devo muito: José Augusto e Elias Bernardino (não esqueci de Vc Amigo, me perdoem).



Contem comigo sempre todos vcs, e no que for possível dada a condição pública da instituição a que pertenço, contem também com a Nossa Corporação que também é de todos vcs,



Abraço a Todos, tiremos proveito deste momento de crise e certamente todos sairemos vencedores,

Fiquem com Deus

Caetano