Total de visualizações de página

quinta-feira, 31 de outubro de 2013



Causas dos Acidentes do Trabalho
Além dos atos e condições inseguras tidos como 
causas primarias dos acidentes, há que se considerar 
também uma série de outros fatores, que propiciam a 
ocorrência dos acidentes do trabalho.
A teoria da Multicausalidade demonstra que o acidente 
dificilmente tem uma causa única.
A somatória de falhas humanas e materiais, tendo como causas anteriores problemas de ordem Sociais, e outras as vezes não facilmente identificáveis, precipitam os acidentes.
ATOS INSEGUROS
São atitudes próprias que podem levar a ocorrência 
de acidentes. ex:
Fatores Físicos pois alteram o comportamento 
(irritabilidade), Fatores Psicológicos e Emocionais são 
subjetivos e circunstanciais afetam o comportamento 
devido a preocupações, problemas pessoais, doenças, 
situação sócio- econômica e etc.
Exemplos de Atos Inseguros
Não usar EPI, fazer manutenção de máquinas em 
operação, fazer reparos na rede elétrica energizada, 
usar ar comprimido para limpeza e muitos outros.
CONDIÇÕES INSEGURAS
Caracterizam-se por situações de risco, presentes no 
local de trabalho, que podem causar acidentes e 
doenças profissionais. As deficiências apresentam-se 
como problemas técnicos e materiais, e encontram-
se nas formas mais variadas. Ocorrem por falta de 
planejamento, prevenção ou omissão de requisitos 
essenciais relacionados a medidas de higiene e 
segurança, para manutenção do ambiente físico 
isento de perigos.

Onde Existe estas condições?
No ambiente: processos abertos como substancias 
toxicas e inflamáveis, gases e poeiras nas 
transformações de matérias primas, iluminamento 
deficiente, excesso de ruído, temperaturas extremas 
outros.
Nas instalações em gerais: linhas , Lay Out, Máquinas 
e equipamentos
O que vimos a pouco demonstra que um acidente do 
trabalho tem normalmente mais de uma causa, 
ocorrendo pela convergência de varias situações, que 
participam simultaneamente desencadeando os 
acidentes. Geralmente são conseqüência de um 
conjunto de fatores, tanto humanos como materiais.


Neste DDS vamos falar um pouco de 
Segurança no Lar.

Os acidentes no lar geralmente resultam de perigos 
diários - coisas que são vistas com facilidade e que são 
fáceis de evitar.

Então, por que acontece?

Poucos são os pais que se preocupam em ensinar 
segurança aos filhos. Provavelmente muito poucos se 
dão conta de quantos acidentes acontecem no lar. E 
mesmo que um vizinho caia e quebre um braço poucos 
tomam isto como uma advertência.

Que devo fazer para evitar acidentes no lar?

Em primeiro lugar deve levar a segurança para a sua 
casa. Tudo o que aprendeu no local de trabalho deve 
aplicá-lo no lar. Porém antes deve usar sua cabeça. 

Deve inspecionar a casa de cima a baixo - cada canto.

Quais são as possibilidades de acidentes?

Quem pode lesionar-se e como?

O que pode se fazer sobre cada um dos perigos?

Que instruções de segurança terão que dar a cada 
membro da família?

Qualquer pai ou mãe a que faça estas perguntas poderá 
encontrar as respostas. O importante é começar.

Por que não fazer uma inspeção no fim de semana?

As quedas encabeçam a lista de acidentes no lar. 
Acontecem nas escadas, nos pisos escorregadios, com 
tapetes soltos, e nos degraus de frente e de trás das 
casas. Também se caem de cadeiras ou bancos nos 
quais as mulheres sobem para cravar um prego ou 
colocar uma cortina. Também as quedas se resultam de 
tropeços em objetos que deixam no solo.

Outro problema sério são as queimaduras. Os cabos das 
panelas que saem dos fogões. Os cabos demasiado 
quentes. A gordura requentada que se incendeia, e não 
devemos duvidar dos que fumam na cama.

Também existem os perigos elétricos, as ferramentas em 
más condições, os venenos, etc. Todos esses perigos 
podem ser encontrados em qualquer lar. Encontrá-los e 
corrigi-los é o mais importante.



CONTE CONOSCO!!!



AOS ANIVERSARIANTES DO DIA...



$$$EMPREENDA, FAÇA E VENDA$$$


























CULINÁRIA FÁCIL...

PANQUECA LIGHT DE FRANGO COM BERINGELA
Massa:
  • 2 copos (de requeijão) de leite desnatado
  • 2 copos (de requeijão) de farinha de trigo integral
  • 1 colher de sopa de orégano
  • 1 ovo
  • 1 clara
  • 1 colher de chá de azeite virgem
Recheio:
  • 200 g de berinjela crua
  • ​5 dentes de alho
  • 2 cebolas roxas
  • 1 tomate 
  • 1 colher de sopa de semente de linhaça em pó
  • 150 g de peito de peru ou frango cozido e desfiado
  • 1 pitada de pimenta
  • 1 colher de sopa de azeite 

Modo de preparo

Para a massa junte todos os ingredientes e bata no liquidificador, a seguir com um fio de azeite e com a ajuda de uma concha faça as panquecas na frigideira em fogo baixo.
Para preparar o recheio da panqueca coloque o azeite e a cebola na panela e quando estiver dourando acrescente o alho, o tomate e a berinjela picada, de preferência com casca, mexendo sempre até que que fique tudo amolecido. Depois acrescente o frango ou peru desfiado já cozido e a semente de linhaça em pó.
Coloque o recheio no centro de cada panqueca e enrole. Sirva acompanhada de salada de rúcula ou alface com cebola.
REDUZ O COLESTEROL E O TRIGLICERIDES




MENSAGEM...