Total de visualizações de página

sábado, 7 de julho de 2012

Política Nacional de Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde





 Saúde do Trabalhador



Em vigor desde 2004, a Política Nacional de Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde visa à redução dos acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, mediante a execução de ações de promoção, reabilitação e vigilância na área de saúde.

Suas diretrizes, descritas na Portaria nº 1.125 de 6 de julho de 2005, compreendem a atenção integral à saúde, a articulação intra e intersetorial, a estruturação da rede de informações em Saúde do Trabalhador, o apoio a estudos e pesquisas, a capacitação de recursos humanos e a participação da comunidade na gestão dessas ações.

Renast, regulamentada pela Portaria nº 2.728/GM de 11 de novembro de 2009, é uma das estratégias para a garantia da atenção integral à saúde dos trabalhadores. Ela é composta por Centros Estaduais e Regionais de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) - ao todo, até novembro de 2009, 178 unidades espalhadas por todo o País - e por uma rede de 1.000 serviços sentinela de média e alta complexidade capaz de diagnosticar os agravos à saúde que têm relação com o trabalho e de registrá-los no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN-NET).


Os Cerest recebem recursos financeiros do Fundo 



Nacional da Saúde, de R$ 30 mil para serviços 


regionais e R$ 40 mil para as unidades estaduais, para 


realizar ações de promoção, prevenção, vigilância, 

assistência e reabilitação em saúde dos trabalhadores 


urbanos e rurais, independentemente do vínculo 


empregatício e do tipo de inserção no mercado de 


trabalho.

Além disso, em esfera interinstitucional, o Ministério 



da Saúde desenvolve uma política de ação integrada 


com os ministérios do Trabalho e Emprego e da 


Previdência Social, a Política Nacional sobre Saúde e 


Segurança do Trabalho (PNSST), cujas diretrizes 


compreendem:

I - Ampliação das ações, visando a inclusão de todos os 


trabalhadores brasileiros no sistema de promoção e 


proteção da saúde;


II - Harmonização das normas e articulação das ações 


de promoção, proteção e reparação da saúde do 


trabalhador;


III - Precedência das ações de prevenção sobre as de reparação;


IV - Estruturação de rede integrada de informações em 


Saúde do Trabalhador;


V - Reestruturação da formação em Saúde do 


Trabalhador e em segurança no trabalho e incentivo à 


capacitação e à educação continuada dos 


trabalhadores responsáveis pela operacionalização da 


política;


VI - Promoção de agenda integrada de estudos e 


pesquisas em segurança e Saúde do Trabalhador.



A Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador é composta por 178 Centros Estaduais e Regionais de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) e por uma rede sentinela de 1.000 serviços médicos e ambulatoriais de média e alta complexidade responsáveis por diagnosticar os acidentes e doenças relacionados ao trabalho e por registrá-los no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN-NET). 

Uma das diretrizes da Política Nacional de Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde, a Renast responde pela execução de ações curativas, preventivas, de promoção e de reabilitação à saúde do trabalhador brasileiro.


Rede Sentinela

A Rede Sentinela é composta por unidades de saúde (chamadas de unidades sentinela) que identificam, investigam e notificam, quando confirmados, os casos de doenças, agravos e/ou acidentes relacionados ao trabalho.

Cerest


Os Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) promovem ações para melhorar as condições de trabalho e a qualidade de vida do trabalhador por meio da prevenção e vigilância. Existem dois tipos de Cerest: os estaduais e os regionais.


Cabe aos Cerest regionais capacitar a rede de serviços de saúde, apoiar as investigações de maior complexidade, assessorar a realização de convênios de cooperação técnica, subsidiar a formulação de políticas públicas, apoiar a estruturação da assistência de média e alta complexidade para atender aos acidentes de trabalho e agravos contidos na Lista de Doenças Relacionadas ao Trabalho e aos agravos de notificação compulsória citados na Portaria GM/MS nº 777 de 28 de abril de 2004.

Já os Cerest estaduais elaborar e executar a Política 


Estadual de Saúde do Trabalhador, acompanhar os 


planos de ação dos Cerests regionais, a participação da 


pactuação para definição da rede sentinela e a 


contribuição para as ações de vigilância em saúde.

De acordo com a Portaria GM/MS nº 2.437 de 7 de dezembro de 2005, a equipe de profissionais dos Cerest regionais é composta por pelo menos 4 profissionais de nível médio (sendo 2 auxiliares de enfermagem) e 6 profissionais de nível universitário (sendo 2 médicos e 1 enfermeiro). No caso dos Cerests estaduais, a equipe é integrada por 5 profissionais de nível médio (sendo 2 auxiliares de enfermagem) e 10 profissionais de nível superior (sendo 2 médicos e 1 enfermeiro).


CULINÁRIA FÁCIL...
MACARRONADA DE FRANGO AOS QUEIJOS...
  • 300 gr de peito de frango desossado Sadia cozido(s) e desfiado(s)
  • 500 gr de macarrão
  • 3 dente(s) de alho amassado(s)
  • 1 unidade(s) de tomate picado(s), sem pele(s), sem sementes
  • 1 unidade(s) de cebola picada(s)
  • 1 unidade(s) de pimentão verde picado(s)
  • 100 gr de provolone ralado(s) grosso(s)
  • 100 gr de mussarela ralada(s)
  • 100 gr de parmesão ralado(s)
  • 1 1/2 colher(es) (sopa) de manteiga
  • 60 ml de molho de tomate
  • quanto baste de sal

Preparação:

Cozinhe o macarrão com água e sal e escorra. Em uma panela, prepare o molho, refogando na manteiga, o alho, a cebola, o tomate e o pimentão. Junte o frango, o molho de tomate e, por último, os queijos. Junte o macarrão e sirva quente. 

Rendimento:

5 porções




MOSAICO DE GELATINA



Gelatina
¹/² pacote de gelatina de cereja
¹/² pacote de gelatina de framboesa
¹/² pacote de gelatina de pêssego
# Dica: você pode escolher os sabores de sua preferência!!!! 
Prepare oss sabores separadamente de acordo com as instruções da embalagem e leve ao freezer por 1 hora. 
Creme:
 1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 pote de nata

Modo de Preparo
Prepare os sabores de gelatina separadamente de acordo com as instruções da embalagem e leve ao freezer por 1 hora.

Creme:
Prepare o creme enquanto a gelatina esta no freezer!!
Na batedeira misture os ingredientes por cerca 2 minutos.
Coloque em um refratário pa ra ir a geladeira por meia hora.


MENSAGEM...



Nenhum comentário: