Total de visualizações de página

quinta-feira, 26 de julho de 2012

EM PORTO VELHO/RO
ESTAMOS EM FESTA!!!
PRESTIGIE AS HOMENAGENS AO: 
PORQUE OS ACIDENTES ACONTECEM?!?!?!
RISCOS DE ACIDENTES
RESUMO

Riscos de Acidentes são todos os fatores que colocam em perigo o trabalhador ou afetam sua integridade física ou moral. 

São considerados como riscos geradores de acidentes: arranjo físico deficiente; máquinas e equipamentos sem proteção; ferramentas inadequadas; ou defeituosas; eletricidade; incêndio ou explosão; animais peçonhentos; armazenamento inadequado, trabalhador desleixado.

Arranjo físico deficiente - É resultante de: prédios com área insuficiente; localização imprópria de máquinas e equipamentos; má arrumação e limpeza; sinalização incorreta ou inexistente; pisos fracos e/ou irregulares.

Máquinas e equipamentos sem proteção - Máquinas obsoletas; máquinas sem proteção em pontos de transmissão e de operação; comando de liga/desliga fora do alcance do operador; máquinas e equipamentos com defeitos ou inadequados; EPI inadequado ou não fornecido.

Ferramentas inadequadas ou defeituosas - Ferramentas usadas de forma incorreta; falta de fornecimento de ferramentas adequadas; falta de manutenção.

Eletricidade - Instalação elétrica imprópria , com defeito ou exposta; fios desencapados; falta de aterramento elétrico; falta de manutenção.

Incêndio ou explosão - Armazenamento inadequado de inflamáveis e/ou gases; manipulação e transporte inadequado de produtos inflamáveis e perigosos; sobrecarga em rede elétrica; falta de sinalização; falta de equipamentos de combate ou equipamentos defeituosos.



Manutenção...

A manutenção regular é essencial para manter a segurança e fiabilidade do equipamento, das máquinas e do ambiente de trabalho.
 A falta de manutenção ou a manutenção inadequada podem provocar situações perigosas, acidentes e problemas de saúde. A manutenção é uma atividade de alto risco em que alguns dos perigos resultam da natureza do trabalho. 
A manutenção é realizada em todos os sectores e em todos os locais de trabalho. Por essa razão, os trabalhadores que executam a manutenção têm uma maior probabilidade de exposição a vários perigos do que os restantes trabalhadores.

A manutenção é extremamente importante para garantir uma produtividade contínua, para produzir bens de alta qualidade e para manter a competitividade de uma empresa’. 
Porém, também tem um impacto na segurança e saúde no trabalho.
Em primeiro lugar, a boa manutenção é essencial para manter a segurança e fiabilidade do equipamento, das máquinas e do ambiente de trabalho
Em segundo lugar, a própria manutenção é uma atividade de alto risco e tem de ser executada em segurança, com a proteção adequada dos trabalhadores que fazem a manutenção e das restantes pessoas que estão presentes no local de trabalho.
Promoção da saúde no local de trabalho
A promoção da saúde no local de trabalho (PSLT) é o processo que resulta do esforço conjunto de empregadores, trabalhadores e sociedade em geral, para melhorar a saúde e o bem-estar das pessoas no trabalho. 
A PSLT pode ser conseguida através de uma combinação de estratégias que visem: melhorar a organização do trabalho e o ambiente de trabalho; promover a participação ativa dos trabalhadores em todo o processo de PLST; permitir escolhas saudáveis e encorajar o desenvolvimento pessoal.
A PSLT não significa simplesmente o cumprimento da legislação que regula a saúde e segurança, implicando também o envolvimento activo dos empregadores em prol da melhoria da saúde e bem-estar globais dos trabalhadores
Neste processo, é essencial envolver os trabalhadores e ter em conta as suas necessidades e os seus pontos de vista quanto à forma como o trabalho e o local de trabalho devem ser organizados.
A promoção da saúde no local de trabalho, ao proporcionar aos trabalhadores bem-estar e saúde acrescidos, tem muitas consequências positivas, tais como a diminuição da rotatividade e do absentismo, o reforço da motivação e o aumento da produtividade, além de que contribui para transimitir uma melhor imagem do empregador enquanto organização positiva e que se preocupa com o bem-estar do seu pessoal.
A promoção da saúde no local de trabalho visa, geralmente, diferentes aspectos e, na prática, está muitas vezes intimamente relacionada com a avaliação de riscos. Alguns dos aspectos da promoção da saúde no local de trabalho são:
  • Participação dos trabalhadores no processo de melhoria da organização do trabalho
  • Envolvimento activo e consulta dos trabalhadores na melhoria do seu ambiente de trabalho
  • Todas as medidas destinadas a melhorar o bem-estar no trabalho, por exemplo possibilidade de horário flexível ou de teletrabalho
  • Abordar a questão da alimentação saudável no local de trabalho, facultar informações sobre alimentação saudável, bem como disponibilizar pratos saudáveis na cantina ou instalações para os trabalhadores prepararem as suas próprias refeições
  • Sensibilização para os efeitos nocivos do tabaco, incluindo a oferta de participação gratuita em programas de cessação tabágica e a instauração da proibição de fumar nas instalações da empresa
  • Promoção da saúde mental, através da oferta de cursos para gestores sobre formas de lidar com o stress e a tensão mental no seio das respectivas equipas, bem como da possibilidade de aconselhamento psicológico anónimo para todos os trabalhadores
  • Exercícios e atividades físicas, através da disponibilização de aulas de desporto, do incentivo da atividade física, da promoção de uma cultura ativa e saudável no local de trabalho
  • Vigilância da saúde, através da oferta de exames médicos, como controlo da pressão arterial e dos níveis de colesterol.
A avaliação de riscos constitui a base da abordagem comunitária para prevenir acidentes e problemas de saúde profissionais.

Existem razões suficientemente válidas para tal. Se o processo de avaliação de riscos - o ponto de partida da abordagem da gestão da saúde e segurança - não for bem conduzido ou não for de todo realizado, as medidas de prevenção adequadas não serão provavelmente identificadas ou aplicadas.

Todos os anos, milhões de pessoas no BRASIL lesionam-se no local de trabalho ou sofrem de problemas de saúde graves relacionados com o trabalho. 
É por este motivo que a avaliação de riscos é tão importante, sendo o fator-chave para um local de trabalho saudável.
 A avaliação de riscos é um processo dinâmico que permite às empresas e organizações implementarem uma política pró-ativa de gestão dos riscos no local de trabalho.
Pelas razões enumeradas, é fundamental que todas as empresas, independentemente da sua categoria ou dimensão, realizem avaliações regulares. Uma avaliação de riscos adequada inclui, entre outros aspectos, a garantia de que todos os riscos relevantes são tidos em consideração (não apenas os mais imediatos ou óbvios), a verificação da eficácia das medidas de segurança adotadas, o registo dos resultados da avaliação e a revisão da avaliação a intervalos regulares, para que esta se mantenha atualizada.
Os acidentes podem matar e mutilar. Afetam todos os setores da economia, mas o problema é particularmente grave nas pequenas e médias empresas (PME).




Para além do custo em termos de perda de vidas e de sofrimento para os trabalhadores e as suas famílias, os acidentes afetam as empresas e a sociedade em geral. 



Diminuição dos acidentes significa também diminuição das ausências por doença, dos custos e das perturbações do processo produtivo. Além disso, permite às entidades patronais poupar despesas de recrutamento e formação de novo pessoal e reduzir os custos de reformas antecipadas e de prémios de seguro.


Os escorregões, tropeções e quedas são a causa mais freqüente de acidentes em todos os setores, desde a indústria transformadora pesada ao trabalho de escritório. Entre os demais perigos, pode referir-se a queda de objetos, as queimaduras térmicas e químicas, incêndios e explosões, substâncias perigosas e stresse.

 Para prevenir acidentes no local de trabalho, as entidades patronais devem instaurar um sistema de gestão da segurança que inclua a avaliação de riscos e procedimentos de acompanhamento.
BASE DE PESQUISA: 


APESAR DE TODO O EXPOSTO ACIMA, ONDE ESTAVAM OS TÉCNICOS EM SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHO PARA REALIZAREM A CERTIFICAÇÃO OU A RENOVAÇÃO DO PPRA NESTES CASOS RECENTES DE ACIDENTES COM MORTE EM RESORTS DE LUXO:
CASO 1

Menina de 4 anos morre afogada em piscina de resort na Bahia
09 de julho de 2012  21h59
FOTO MERAMENTE ILUSTRATIVA DE RESORT


Uma menina de 4 anos morreu após se afogar em uma das piscinas do complexo de hotéis Costa do Sauípe, em Mata de São João, litoral norte da Bahia.

Segundo a polícia, o corpo da criança foi encontrado por funcionários por volta das 13h. Uma equipe de salva-vidas do hotel prestou os primeiros socorros, mas a menina não resistiu.

O complexo divulgou um comunicado onde lamenta a morte da criança, que estava hospedada com os pais e o irmão mais velho, e está dando total apoio à família e à perícia técnica para apurar os fatos. De acordo com a nota, no momento do acidente a criança estava sob a supervisão dos pais e não participava de nenhuma atividade com a equipe de recreação do resort.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Mata de São João.


CASO 2

Criança morre após ser atingida por viga de balanço em hotel de Águas de São Pedro


Do UOL, em Campinas (SP)

Uma menina de 4 anos morreu por volta das 12h desta segunda-feira (23) após ser atingida pela viga de sustentação de um balanço do playground do Grande Hotel São Pedro - Hotel-Escola Senac, em Águas de São Pedro (187 km de São Paulo). 
A criança chegou á ser socorrida e encaminhada ao pronto-socorro municipal, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo o médico que a atendeu, a menina sofreu ferimentos graves no tórax e morreu por conta de uma contusão pulmonar, seguida de choque hemorrágico. De acordo com a polícia, que vai investigar o caso, ela estava brincando no balanço e a viga se soltou, caindo sobre ela.



O corpo da menina foi levado ao Instituto Médico Legal de 
Piracicaba (164 km de São Paulo) no início desta noite. A 
família não quis comentar o caso. 

Os pais da garota são professores na França e a família passa 
férias no Brasil. A mãe, Maria Isabel Gomes Pereira, é 
brasileira e o pai, Jean Jaques Schaller, francês. 

Em nota, o Grande Hotel lamentou o caso, que chamou de 
fatalidade, e informou que está prestando a assistência 
necessária à família. "Foram adotadas todas as providências 
cabíveis nesta situação e o caso está sendo apurado", diz a 
nota.




O QUE NOS CHOCA NESTES CASOS, ONDE DUAS 

MENINAS MORRERAM POR ABSOLUTA FALTA  DE 

SEGURANÇA NOS LOCAIS SUPRA CITADOS, FOI QUE OS 

DOIS HOTÉIS SÃO HOTÉIS DE LUXO, REQUINTADOS, E, 

QUE SE SUA GERÊNCIA OU ADMINISTRAÇÃO TIVESSE 

UMA VISÃO ESTRATÉGICA MAIS EFICIENTE 

PERCEBERIAM QUE CONTRATAR UM TÉCNICO EM 

SEGURANÇA NO TRABALHO É MAIS BARATO QUE 

PAGAR INDENIZAÇÕES DE R$ 5,4 MILHÕES COMO NO 

CASO DA BAHIA, POSTO QUE, EM AMBOS OS CASOS 

ERAM ÁREAS (PISCINA E PARQUINHO) ONDE POSSUEM    

MONITORES, QUE NESTES CASOS NÃO RESOLVERAM 

NADA!!! 

 AINDA TEMOS A EXPOSIÇÃO NEGATIVA NA 

MÍDIA NACIONAL E ATÉ INTERNACIONAL DOS 

ACIDENTES OCORRIDOS NESTES HOTÉIS DE LUXO 

PARA FÉRIAS!!!

JÁ UM TÉCNICO EM SEGURANÇA E SAÚDE NO 

TRABALHO PODERIA TER PREVENIDO QUANTO Á 

MANUTENÇÃO E RISCOS POSSÍVEIS E PASSÍVEIS DE 

OCORREREM NESTAS ÁREAS, INCLUSIVE 

INTERDITANDO-AS NO CASO DE IDADE INFERIOR AO 

PERMITIDO NO CASO DA PISCINA E DA OBRIGATÓRIA 

MANUTENÇÃO DO PARQUE!!!

  







$$$EMPREENDA, FAÇA E VENDA$$$
RECICLAGEM CRIATIVA...
CARTÕES-CHAVE DE HOTEL PARA DECORAR O HALL DE ENTRADA DO KEY-CARD HOTEL !!!


CULINÁRIA FÁCIL...
LOMBO DE PORCO ASSADO
Ingredientes

2 xícaras (chá) de vinho branco seco

4 dentes de alho (amassados)

2 folhas de louro

sal a gosto

pimenta do reino a gosto

1/2 xícara (chá) de óleo

2kg de lombo de porco

2 xícaras (chá) de ameixas pretas (picadas)

3 colheres (sopa) de mostarda

1 cebola (picada)

Modo de Fazer

Em uma tigela, coloque o vinho, o alho, o louro, o sal, a 

pimenta e o óleo. Deixe o lombo de porco nesse molho 

por aproximadamente 4 horas. Retire do molho e corte o 

lombo ao meio no sentido do comprimento. Reserve os 

temperos. Misture as ameixas picadas com a mostarda e 

coloque sobre uma das metades do lombo. Cubra com a 

outra metade e amarre com um barbante. Coloque em 

uma assadeira e regue com os temperos e a cebola 

picada. 

Leve ao forno pré aquecido por 2 horas, regando com o 

próprio molho. Se precisar, acrescente caldo de carne 

para não ressecar.

Modo de Fazer no Microondas

Em uma tigela, coloque o vinho, o alho, o louro, o sal, a 

pimenta e o óleo. Deixe o lombo de porco nesse molho 

por aproximadamente 4 horas. Retire do molho e corte o 

lombo ao meio no sentido do comprimento. Misture as 

ameixas picadas com a mostarda e coloque sobre uma 

das metades do lombo. Cubra com a outra metade e 

amarre com um barbante. Coloque em um refratário, 

pincele com molho de soja (shoyu), cubra com papel m

anteiga e leve ao microondas por aproximadamente 1 

hora na potência média alta. Vire na metade do tempo e 

pincele novamente com molho de soja (shoyu). 

Dispense o molho de temperos e a cebola.

Forma de Congelamento

Aguarde esfriar, embale nas porções desejadas, etiquete 

e leve ao freezer.

Tempo de Armazenamento

3 meses

Forma de Descongelamento

Geladeira, fogão ou microondas.



Fatias do Céu

Ingredientes:

500 g de açúcar

4 ovos

12 fatias de pão tipo bengala

1 copo de água

1 cálice de vinho do Porto

canela em pó a vontade

Modo de Preparo:

Bater as claras em neve firme e juntar as gemas uma a uma, 

batendo sempre. Passar as fatias de pão no ovo, 

embebedando bem. Preparar uma calda de açúcar e água 

em ponto de fio. Colocar as fatias na calda fervente até 

ficarem alouradas de ambos os lados. Retirar e polvilhar 

canela. À calda restante, adicionar o vinho do Porto, 

regando em seguida as fatias do céu.





MENSAGEM....







Nenhum comentário: