Total de visualizações de página

domingo, 14 de outubro de 2012







Segurança do Trabalho é definida por normas e leis. No Brasil, 

a Legislação de Segurança do Trabalho compõe-se de Normas 

Regulamentadoras, leis complementares, como portarias e decretos 

e também as convenções Internacionais da Organização 

Internacional do Trabalho, ratificadas pelo Brasil.


2. Porque minha empresa precisa contituir equipe de 
Segurança do Trabalho?
Porque é exigido por lei. Por outro lado, a Segurança do Trabalho 
faz com que a empresa se organize, aumentando a produtividade e a 
qualidade dos produtos, melhorando as relações humanas no 
trabalho.
3. Que é acidente de trabalho?
Acidente de trabalho é aquele que acontece no exercício do 
trabalho a serviço da empresa, provocando lesão corporal ou 
perturbação funcional podendo causar morte, perda ou redução 
permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho. 
Equiparam-se aos acidentes de trabalho:
  1. o acidente que acontece quando você está prestando serviços por ordem da empresa fora do local de trabalho
  2. acidente que acontece quando você estiver em viagem a serviço da empresa
  3. o acidente que ocorre no trajeto entre a casa e o trabalho ou do trabalho para casa.
  4. doença profissional (as doenças provocadas pelo tipo de trabalho.
  5. doença do trabalho (as doenças causadas pelas condiçoes do trabalho.


4. Onde atua o profissional de Segurança do Trabalho?
O profissional de Segurança do Trabalho tem uma área de atuação 
bastante ampla. Ele atua em todas as esferas da sociedade onde 
houver trabalhadores. Em geral ele atua em fábricas de alimentos, 
construção civil, hospitais, empresas comerciais e industriais, 
grandes empresas estatais, mineradoras e de extração. Também 
pode atuar na área rural em empresas agro-industriais.
5. O que faz o profissional de Segurança do Trabalho?
O profissional de Segurança do Trabalho atua conforme sua 
formação, quer seja ele médico, técnico, enfermeiro ou 
engenheiro.O campo de atuação é muito vasto. Em geral o 
engenheiro e o técnico de segurança atuam em empresas 
organizando programas de prevenção de acidentes, orientando a 
CIPA, os trabalhadores quanto ao uso de equipamentos de proteção 
individual, elaborando planos de prevenção de riscos ambientais, 
fazendo inspeção de segurança, laudos técnicos e ainda 
organizando e dando palestras e treinamento. Muitas vezes esse 
profissional também é responsável pela implementação de 
programas de meio ambiente e ecologia na empresa. O médico e o 
enfermeiro do trabalho dedicam-se a parte de saúde ocupacional, 
prevenindo doenças, fazendo consultas, tratando ferimentos, 
ministrando vacinas, fazendo exames de admissão e periódicos nos 
empregados.

6. O que exatamente faz cada um dos profissionais de Segurança 
do Trabalho?
A seguir a descrição das atividades dos profissinais de Saúde e 
Segurança do Trabalho, de acordo com a Classificação Brasileira de 
Ocupações - CBO.
7. Como minimizar os custos com a Segurança do Trabalho? A 
melhor maneira de minimizar os custos da empresa é investir na 
prevenção de acidentes. Muitos empresários tem a idéia errônea 
que devem diminuir seus investimentos em equipamentos de 
proteção individual, contratação de pessoal de segurança do 
trabalho e medidas de segurança. O custo de um acidente pode 
trazer inúmeros prejuízos à empresa. Acidente leva a encargos com 
advogados, perdas de tempo e materiais e na produção. Sabem-se 
casos de empresas que tiveram que fechar suas portas devido à 
indenização por acidentes de trabalho. Com certeza seria muito 
mais simples investir em prevenção e em regularização da 
segurança nesta empresa, evitando futuras complicações legais.  

8. Na minha empresa nunca teve acidente de trabalho. Acho 
que investir em Segurança atualmente é perda de tempo. Isso 
não é correto. Investir em segurança também vai aumentar o grau 
de conscientização dos empregados. Fazer treinamento de 
segurança vai melhorar o relacionamento entre eles. Se nunca 
aconteceu acidente não quer dizer que nunca vai acontecer. Já diz a 
Bíblia, "Vigiai e orai, pois não sabeis o dia nem a hora" . Nunca 
sabermos a hora que um acidente pode acontecer, por isso devemos 
estar sempre prevenidos.

9. Acho que meu dever como administrador de empresas e ou 
dono da empresa é contratar o serviço de segurança do 
trabalho da empresa e ponto final. Errado. Em uma campanha de 
segurança da empresa toda a diretoria deve estar envolvida. De 
nada adianta treinar os funcionários, fazer campanhas, se a 
diretoria, a maior responsável pela empresa, não estiver envolvida e 
engajada com a Segurança do Trabalho. Se isso acontecer a 
empresa fica sendo acéfala, isto é, sem cabeça, sem coordenação, 
perdendo-se tudo o que foi feito, caindo a Segurança do Trabalho 
no esquecimento em poucos meses.
10. O que fazer então se, sendo da diretoria da empresa, não sou 
profissional da área de segurança?A primeira coisa a fazer é 
manter a mente aberta, conversar com os empregados, com o 
pessoal da área de segurança, participar do processo. Também é de 
muita valia assistir palestras e seminários, fazer cursos de 
atualização sobre gerenciamento, qualidade e meio ambiente. Em 
muitos desses cursos são ministradas tópicos envolvendo Segurança 
do Trabalho, que vem somar-se ao conhecimento necessário para 
fazer a empresa mais eficiente, segura, organizada e produtiva.

Engenheiro de Segurança do Trabalho - CBO 0-28.40
  • assessora empresas industriais e de outro gênero em assuntos relativos à segurança e higiene do trabalho, examinando locais e condições de trabalho, instalações em geral e material, métodos e processos de fabricação adotados pelo trabalhador, para determinar as necessidades dessas empresas no campo da prevenção de acidentes;
  • inspeciona estabelecimentos fabris, comerciais e de outro gênero, verificando se existem riscos de incêndios, desmoronamentos ou outros perigos, para fornecer indicações quanto às precauções a serem tomadas;
  • promove a aplicação de dispositivos especiais de segurança, como óculos de proteção, cintos de segurança, vestuário especial, máscara e outros, determinando aspectos técnicos funcionais e demais características, para prevenir ou diminuir a possibilidade de acidentes;
  • adapta os recursos técnicos e humanos, estudando a adequação da máquina ao homem e do homem à máquina, para proporcionar maior segurança ao trabalhador;
  • executa campanhas educativas sobre prevenção de acidentes, organizando palestras e divulgações nos meios de comunicação, distribuindo publicações e outro material informativo, para conscientizar os trabalhadores e o público, em geral.
  • estuda as ocupações encontradas num estabelecimento fabril, comercial ou de outro gênero, analisando suas características, para avaliar a insalubridade ou periculosidade de tarefas ou operações ligadas à execução do trabalho; 
  • realiza estudos sobre acidentes de trabalho e doenças profissionais, consultando técnicos de diversos campos, bibliografia especializada, visitando fábricas e outros estabelecimentos, para determinar as causas desses acidentes e elaborar recomendações de segurança.

Técnico de Segurança do Trabalho - CBO 0-39.45
  • inspeciona locais, instalações e equipamentos da empresa, observando as condições de trabalho, para determinar fatores e riscos de acidentes; estabelece normas e dispositivos de segurança, sugerindo eventuais modificações nos equipamentos e instalações e verificando sua observância, para prevenir acidentes;
  • inspeciona os postos de combate a incêndios, examinando as mangueiras, hidrantes, extintores e equipamentos de proteção contra incêndios, para certificar-se de suas perfeitas condições de funcionamento;
  • comunica os resultados de suas inspeções, elaborando relatórios, para propor a reparação ou renovação do equipamento de extinção de incêndios e outras medidas de segurança; 
  • investiga acidentes ocorridos, examinando as condições da ocorrência, para identificar suas causas e propor as providências cabíveis.
  • mantém contatos com os serviços médico e social da empresa ou de outra instituição, utilizando os meios de comunicação oficiais, para facilitar o atendimento necessário aos acidentados;
  • registra irregularidades ocorridas, anotando-as em formulários próprios e elaborando estatísticas de acidentes, para obter subsídios destinados à melhoria das medidas de segurança;
  • instrui os funcionários da empresa sobre normas de segurança, combate a incêndios e demais medidas de prevenção de acidentes, ministrando palestras e treinamento, para que possam agir acertadamente em casos de emergência;
  • coordena a publicação de matéria sobre segurança no trabalho, preparando instruções e orientando a confecção de cartazes e avisos, para divulgar e desenvolver hábitos de prevenção de acidentes; 
  • participa de reuniões sobre segurança no trabalho, fornecendo dados relativos ao assunto, apresentando sugestões e analisando a viabilidade de medidas de segurança propostas, para aperfeiçoar o sistema existente.



$$$EMPREENDA, FAÇA E VENDA$$$






















CULINÁRIA FÁCIL...
RECEITA:
OMELETE DE PRESUNTO COM LEITE DE CÔCO...
Ingredientes:



3 ovos
50 ml de leite de coco Ducoco
50 g de presunto picado

50 g de queijo picado tipo muçarela

1 colher (sopa) de salsinha

Sal a gosto

1 colher (sopa) de manteiga, bem cheia


Modo de preparo:

Bata os ovos em prato fundo com um garfo para que claras e as gemas se misturem, mas não com muita intensidade.

Adicione o leite Ducoco e misture por alguns segundos.

Despeje uma colher de sopa bem cheia de manteiga numa frigideira de fundo não aderente.

Acrescente os ovos batidos, o presunto e o queijo muçarela.

Acerte o sal. Deixe no fogo brando e, com uma espátula, vá desgrudando as beiradas conforme for ficando cozida.

Quando estiver um pouco firme, despeje a salsinha, enrole a omelete e desligue o fogo.

Dica: A boa omelete deve ficar com interior levemente líquido, caso contrário ficará muito seca.


SORVETE....HUMMMMMMM

Ingredientes



1 embalagem de leite condensado (395 g)

1 garrafa de leite de coco Ducoco (200 ml)



1 xícara (chá) de achocolatado (120 g)



1 ½ xícara (chá) de leite (360 ml)



1 embalagem de coco ralado desidratado Ducoco (100 g).
Modo de preparo



Bata no liquidificador o leite condensado, o leite 



Ducoco, o achocolatado e o leite. Distribua em 



forminhas de picolé ou copinhos descartáveis e leve 



ao freezer por no mínimo quatro horas. Coloque o 



coco ralado Ducoco em um prato e passe os picolés 



desenformados. Pressione o coco, para aderir sobre 



toda a superfície. Sirva em seguida.





Mensagem....









        Nenhum comentário: