Total de visualizações de página

domingo, 16 de setembro de 2012

STRESS 3 - LIBERTE-SE DESSE SOFRIMENTO TRABALHADOR(A)!!!





Drauzio – O que provoca mais estresse, preocupar-se com 

antecedência ou deixar tudo para a última hora?

Alexandrina Meleiro – Claro que quem costuma protelar as 

decisões indefinidamente, em determinado momento, terá de 

enfrentar as consequências desse comportamento sossegado. No 

entanto, sofrer antecipadamente não ajuda a resolver o problema. É 

preciso aprender a gerenciar os acontecimentos e a buscar 

estratégias para encontrar uma solução.  Veja o caso da pessoa que 

fez um empréstimo no banco. O razoável é que levante algumas 

possibilidades para juntar o dinheiro do pagamento e estabeleça 

metas de poupança. Reduzir as compras no supermercado, abrir 

mão do celular, cortar despesas com o supérfluo pode ser um bom 

caminho.

A pessoa que não sabe administrar os problemas de cada dia precisa aprender a fazê-lo. Às vezes, a ajuda de um profissional é indispensável para evitar que a qualidade e o tempo de vida fiquem seriamente comprometidos por esse comportamento.
TENDÊNCIA AO ESTRESSE NA INFÂNCIA


Drauzio – Certas tendências comportamentais podem ser 

observadas já nas crianças pequenas. Às vezes, na mesma 

família, desde cedo dois irmãos demonstram atitudes opostas 

diante dos compromissos. Um precisa ter o material arrumado, 

a lancheira organizada e o uniforme em ordem bem antes de 

sair para a escola. O outro deixa tudo para a última hora e não 

se mostra nem um pouco preocupado. Não se pode 

atribuirapenas à educação essa forma diferente de encarar os 

compromissos, você não acha?


Alexandrina Meleiro – Não é só a educação, mas é também a 

educação que interfere nessa forma de agir. Às vezes, nos 

deparamos com dois irmãos, gêmeos até, um muito sossegado e o 

outro extremamente agitado. É uma característica individual, uma 

exigência interna. Por isso, diante de um mesmo evento cada um 

reagirá a seu modo.

Todos temos, porém, uma maquininha de fabricar estresse. O irmão 
que precisa ter tudo em ordem antes de se arrumar para a escola 
demonstra uma necessidade de perfeição, de ser organizado para 
sentir-se bem que o outro desconhece. Pouco importa para quem 
não é exigente se a camisa está abotoada, os tênis limpos, o lanche 
bem arrumado. Se, em geral, os desligados tendem a usufruir 
melhor qualidade de vida, são eles que penam para sobreviver no 
mercado competitivo de trabalho. Por isso, o importante é aprender 
a adequar-se às exigências. Nem ser o menino que quer tudo 
perfeito nem o relaxado que não se abala com nada.
Drauzio – Quer dizer que esse que não arruma o material 

escolar, provavelmente será o que terá problemas com o banco 

mais tarde?


Alexandrina Meleiro - Não necessariamente, porque ele pode 

mudar de comportamento. Caso contrário, é bem provável que 

tenha sérios aborrecimentos, porque o mundo não perdoa nem é 

complacente. Se os pais não souberem dizer não para filhos, se não 

lhes ensinarem um mínimo de organização, não os estarão 

preparando para a vida. Por outro lado, se forem exigentes demais, 

podem estar estimulando o estresse do filho. Vamos analisar casos 

extremos diante do exame vestibular. O desorganizado não 

consegue estruturar-se para estudar e, na hora da prova, se perde 


entre as questões. O outro, apesar da boa perfomance intelectual 

que demonstrou ao longo da vida escolar, tem um lapso de memória 

e não consegue lembrar-se do que estudou.

Drauzio – Isso é estresse?

Alexandrina Meleiro – Isso é uma exigência interna decorrente do 

estresse, da cobrança que ele se impõe na vida, diante das coisas 

que executa e faz. E se pensarmos que só os adultos estão sujeitos a 
desenvolver esse quadro, estaremos enganados. As crianças estão 

cada dia mais estressadas. Elas vão para a escola, estudam línguas 

estrangeiras e informática, fazem natação, balé, judô e não têm 

tempo para mais nada.

É preciso desde cedo aprender a organizar a vida. Sem dúvida, o 
trabalho é essencial na vida de adultos e crianças, mas não é tudo. Todos precisam de lazer e a maioria das pessoas estressadas não sabe sentir prazer. Muitos não se permitem gozar a satisfação de ter completado uma tarefa, seja ela qual for. Sentir prazer ameniza o impacto do estresse.
Nós temos sempre que pensar no lado positivo das coisas. Isso 
ajuda os neurotransmissores a não detonar nosso organismo. Se 
houve uma enchente na marginal e o trânsito estava engarrafado, 
ter seguro para consertar o carro ou escapar ileso da confusão já é 
uma grande conquista. Se formos capazes de olhar o lado positivo, 
mesmo que tudo pareça muito complicado, é um caminho para 
encontrar uma saída. Na verdade, construímos nosso destino e 
garantimos a qualidade de nossas vidas de acordo com o modo de 
enfocar possíveis contratempos.


CURSO: RELATÓRIO DE IMPACTO NO 

TRÂNSITO - RIT / EIT / RIV / EIA


Relatório de Impacto de Vizinhança - RIV


O EIV é um instrumento público de planejamento instituído pelo Estatuto da Cidade  (Lei Federal nº 10.257/2001), que define que todos os municípios brasileiros devem promover sua regulamentação através de lei específica, definindo claramente os empreendimentos passíveis de apresentação de estudos, a fim de desobrigar aqueles cujo impacto é praticamente nulo ou pouco significativo, ou definir formas de mitigação e compensação caso os impactos sejam negativos.



É semelhante ao Estudo de Impacto Ambiental - EIA no que diz respeito à avaliação de impactos, diferenciando-se quanto aos objetivos. O EIV se destina aos projetos e empreendimentos habitacionais, institucionais ou comerciais, públicos ou privados que estão fora da linha de corte que define a realização do EIA/RIMA, avaliando especificamente a repercussão do empreendimento sobre a paisagem urbana, as atividades humanas instaladas, a movimentação de pessoas e mercadorias, a circulação de veículos gerada pelo empreendimento e os recursos naturais da vizinhança.



Suas conclusões podem não apenas viabilizar como também impedir empreendimentos que comprometam o meio ambiente urbano. O Estatuto da Cidade define o EIV como um instrumento de participação da população, que é chamada, principalmente através dos Conselhos Municipais a se manifestar sobre os empreendimentos a serem implantados na cidade.



As concessões de Alvarás de Funcionamento em algumas cidades brasileiras e na maioria das Regiões Metropolitanas e capitais estão condicionadas à apresentação e à aprovação do EIV.



O Relatório de Impacto de Vizinhança - RIV é um resumo em linguagem simples e objetiva, que visa permitir que qualquer cidadão possa entender e apropriar-se do conteúdo do estudo.


Relatório de Impacto no Trânsito - RIT


É parte integrante do EIV – Estudo de Impacto de Vizinhança – e busca estabelecer o impacto que será causado pelo empreendimento com o aumento da população, seja na circulação de pedestres, seja no sistema viário e nos transportes públicos.

 
A qualidade dos estudos apresentados para os órgãos públicos que os avaliam, pode definir desde as medidas mitigatórias ou compensatórias a serem implementadas no caso de impacto, como também podem comprometer o projeto, e até mesmo a viabilidade do empreendimento na área estudada. Por isso a trs possui em sua equipe multidisciplinar, técnicos qualificados e bem treinados, com um histórico de estudos e relatórios sempre com resultados positivos para o empreendedor e para a cidade onde se instala o empreendimento.



INSCRIÇÕES: (69) 9312-7447
DATA:  22/09 & 23/09/2012
HORÁRIOS: 08 ÁS 12hs e das 14 ás 18hs
VAGAS: 25
CARGA HORÁRIA: 20 hs

INVESTIMENTO:

Profissional filiado a instituições  CREA/SINDICATOS
R$ 250,00 
Profissional não filiado à instituições
R$ 300,00 
Estudante 
R$ 200,00 

Conteúdo Programático:
  • Conceitos e definições para RIT: o que é, por que, como, quando e para que se faz um RIT;
  • Noções acerca de pólos geradores de tráfego e seus impactos na circulação viária;
  • Conceito de pólo gerador de tráfego;
  • Impactos causados pelos pólos geradores de tráfego;
  • Parâmetros utilizados para o enquadramento de pólos geradores de tráfego;
  • Processo de licenciamento para a implantação de pólos geradores de tráfego;
  • Resoluções do CONAMA;
  • Legislação Goiana e de outras localidades;
  • Desenvolvimento de estudos de impacto devido à instalação de pólos geradores de tráfego;
  • Responsabilidade pela elaboração de estudos de impacto e pela implantação de medidas mitigadoras;
  • Roteiro básico para a elaboração de estudos de pólos geradores de tráfego;
  • Parâmetros para projetos de pólos geradores de tráfego;
  • Análise dos estudos de impacto e recomendação de medidas mitigadoras;
  • Análise dos estudos de impacto;

PÚBLICO ALVO: TÉCNICOS DE SEGURANÇA NO 

TRABALHO, ESTUDANTES DE ARQUITETURA E URBANISMO, CONSTRUTORAS, E AFINS!!!


AOS ANIVERSARIANTES DE 

SETEMBRO:


PARABÉNS!!!

$$$ EMPREENDA, FAÇA E VENDA$$$ 




Eu sei, eu sei. Cimento e renda?UIIIIIIIIIIIIIIII..........LINDOSSSSSSSS....
criado em: 2012/06/25
CASTIÇAL DE POTES USADOS E FOLHAS SECAS COLADAS...D++++++
CANDLES HAND'S / VELAS EM FORMATO DE MÃOS...
Hand Gesture Candles





CULINÁRIA FÁCIL...

O alecrim é rico em cálcio, magnésio e potássio, fósforo e ferro, e uma pequena quantidade de zinco, cobre, manganês e selênio. Nas vitaminas, é ainda rico em vitamina A e C, tendo uma pequena quantidade de tiamina, riboflavina, niacina, vitamina B6 e folato.

LOMBO DE PORCO AO 

ALECRIM...

Ingredientes:

2kg de lombo de porco com osso

3 dentes de alho amassados
1/2 colher (sopa) de sal
     1 colher (chá) de pimenta do reino moída
2 galhos de alecrim (de aproximadamente 15cm

cada)

azeite de oliva.

Modo de fazer:
Ao comprar a carne, peça ao açogueiro para cortá-la entre 
as vértebras, somente o suficiente para facilitar o corte na 
hora de servir. Com uma faca estreita e bem afiada, fure a 
carne em vários pontos, inclusive perto do osso.

Amasse bem o alho, reduzindo-o a purê e misture-o ao sal, 
a pimenta do reino e o alecrim picado fininho (só as folhas).

Pré aqueça o forno em 170°C. Com essa mistura, vá 
enchendo os furos feitos na carne, distribuindo a pasta 
uniformemente. Deixe sobrar um pouco da mistura para 
esfregar bem a parte de externa do lombo.

Amarre a peça para que mantenha o formato durante o 
cozimento e coloque-a sobre uma assadeira untada com 
azeite. Regue mais azeite sobre a carne e leve ao forno 
para assar.

Asse durante 1:30 horas ou até a carne soltar um líquido 

transparente quando furada perto do osso, em um ponto 
bem carnudo. Aumente então a temperatura para 220°C e 
continue assando por mais 20 a 30 minutos, para a carne 
ficar bem corada.

Retire do forno e depois de 10 minutos, corte-a em fatias 

aproximadas a espessura do osso. Sugestão: Se desejar, 
adicione batatas cortadas em pedaços na metade do 
cozimento, revirando-as bem na gordura para que não 
grudem na assadeira.


MANJAR COM CALDA DE VINHO


Ingredientes
  • 1 litro de leite
  • 2 xícaras (chá) de açúcar
  • 1 vidro de leite de coco (200ml)
  • 1 xícara (chá) de amido de milho
  • 1 xícara (chá) de coco ralado 
Calda
  • 1 xícara (chá) de ameixa preta seca cortada em tiras
  • 1 xícara (chá) de damasco seco cortado em tiras
  • 1 xícara (chá) de vinho tinto
  • 1 colher (sopa) de amido de milho
  • 1 xícara (chá) de água
  • 2 canela em pau
  • 3 cravos da índia
  • 6 colheres (sopa) de açúcar 
Modo de preparo
  • Em uma panela, coloque todos os ingredientes do manjar e misture bem até que o amido se dissolva completamente.
  • Leve ao fogo médio, mexendo sempre, por 15 minutos ou até que engrosse.
  • Despeje em uma fôrma para pudim molhada e espere esfriar.
  • Deixe na geladeira por 1 hora ou até que fique firme. 
Calda
  • Em uma panela, coloque a ameixa, o damasco, o vinho, o amido de milho (dissolvido na água), a canela, o cravo e o açúcar e, mexendo sempre, deixe apurar até que as frutas amoleçam e a calda fique encorpada.
  • Desenforme o manjar e cubra-o com a calda.
  • Sirva em seguida. 
Rendimento: 8 porções
Tempo de preparo: 45 minutos

MENSAGEM...

Nenhum comentário: