Total de visualizações de página

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

SAÚDE OCUPACIONAL !!!







Boa Postura Começa pelos Pés


Todo ser humano tem um centro gravitacional de equilíbrio e 

estabilidade, sendo os pés a base de toda sustentação e 

alinhamento. Desde que começamos a andar, nossos pés sofrem 

alterações visando adquirir um melhor equilíbrio e alinhamento 

postural. Tendões, articulações e músculos que passam pelo 

tornozelo, joelho, quadril e coluna vertebral podem sofrer 

modificações. Se algo acontecer nos pés, como traumas, fraturas, 

cirurgias, doenças genéticas ou posturais, poderá ocorrer no corpo, 

uma série de compensações e desvios como na imagem acima. 

Dores, enrijecimentos, contraturas musculares, limitações dos 

movimentos e o aparecimento de patologias ortopédicas podem 

surgir. Se você tem um problema crônico de dor ou desvios, preste 

mais atenção nos seus pés.


Como sabemos se estamos pisando errado?
Hoje existe um exame chamado Baropodometria ou “Teste da Pisada” que analisa como  você anda, qual o tipo de pé e pisada você tem e como está sua postura em relação  aos seus pés.
Este exame é indicado na fase adulta ou  partir dos cinco anos de idade. Nesta fase temos que estar atento à pisada dos nossos filhos.  
Outras dicas são: quedas frequentes, pezinho chatos ou totalmente planos “sem a curva dos pés”, joelhos em X ou “joelhos voltados para dentro”.  Dificuldade de arrumar e se adaptar a calçados, entorses frequentes do tornozelo, inflamação e dores frequentes, bolhas, calosidades, rachaduras, unha encravada, joanete, deformações nos pés  e joelhos devem ser considerados como marcas de expressão e isto quer dizer que algo está errado com seu pé e pisada.
Existem vários fatores que podem afetar a pisada errada. 

Idade, fatores genéticos e hereditários como frouxidão 
ligamentar “pezinho mole” ou pé rígido “pé cavo”. Luxação 
ou subluxação no quadril sofrida durante o parto pode 
comprometer todo o desenvolvimento da pisada se não for 
acompanhadas e corrigidas. Perna curta,  doenças 
neurológicas, diabéticas, vasculares, reumatologias e 
degenerativas como artrose,  afetam e deformam as 
estruturas ligamentares, musculares e óssea dos pés 
alterando a pisada. Uso de calçados inadequados. Dor é 
um sintoma que algo está errado com seu pé.  Fatores 
externos como fratura, cirurgias, obesidade, uso de andador 
pela criança e  forçar a criança a andar precocemente são 
prejudiciais e causam alteração na pisada.

A melhor pisada é quando apresentamos um equilíbrio 
postural global, quer dizer uma harmonia entre o pé, joelho, 
quadril e coluna vertebral. 
Hoje temos técnicas e métodos posturais para corrigir, 
prevenir e equilibrar estas alterações que possam aparecer. 
Hoje existem cirurgias para correção caso haja alguma 
alteração importante na pisada. Uma avaliação médica para 
determinar se há uma patologia comprometendo seu pé e 
uma avaliação postural são de grande importância. Métodos 
como RPG, Pilates, palmilhas posturais, Órteses, 
Osteopatia, musculação, alongamentos, exercícios de 
reabilitação, fortalecimento e propriocepção  são de grande 
valia.
Quais os cuidados para o dia a dia ?

Primeiro, em qualquer aparição dos sinais e sintomas 
citados acima você deve  procurar um especialista para 
identificar a causa. Se o pé for o causador principal, 
 devemos tratar o pé,  sua pisada e consequências. Quanto 
mais precoce você descobrir melhor. Escolher o calçado 
ideal de acordo com sua idade,  profissão e atividade física 
são importantíssimos e isto pode ser conseguido realizando 
o teste da pisada chamado de  Baropodometria.

Procure e opte pelo sapato mais flexível. Ficar atento a 
calos, bolhas e manchas avermelhadas pode ajudar você a 
entender se está usando um sapato adequado ou não. Se 
perceber que o sapato está deixando o pé marcado, pode 
ser um sinal de que precisa mudar de calçado. Às vezes, 
aumentar ou melhorar a amarração já pode ser suficiente. 
Na hora de escolher um sapato para caminhar ou correr, é 
fundamental perceber se ele tem amortecedor. Andar 
descalço é bom porque preserva a saúde dos pés e 
mantém os músculos ativos, as articulações móveis e as 
juntas saudáveis. 


DOR NO PÉ - ESPORÃO DE CALCÂNEO - FASCITE PLANTAR
Postura correta
Postura correta
Postura correta





CONTATE-NOS!!! ESTAMOS Á SUA 


DISPOSIÇÃO SEMPRE!!!


AOS ANIVERSARIANTES DO DIA...



$$$EMPREENDA, FAÇA E VENDA$$$











CULINÁRIA FÁCIL...

TERRINE DE SALMÃO DEFUMADO!!!

(rende aproximadamente 800g)
Ingredientes:
  • 400g de ricota ralada ou picada
  • 1 pote de creme de ricota (250g)
  • 1 copo de iogurte natural (170g)
  • 1 saquinho de gelatina incolor e sem sabor (10g)
  • 5 colheres (sopa) de água
  • 300g de salmão defumado picado
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • suco de 1/2 limão
  • pimenta e sal a gosto
Para a cobertura:
  • 1 cebola roxa bem picada
  • 200g de salmão defumado bem picado
  • 4 colheres (sopa) de alcaparras
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 100g de dill (endro)
  • suco de 1/2 limão
  • pimenta e sal a gosto
Modo de Preparo: 

Hidrate a gelatina na água e em seguida leve por 15 segundos ao microondas. No processador ou liquidificador junte a ricota picada ou ralada, o creme de ricota, o iogurte, e bata bem até formar uma pasta grossinha. Junte o salmão defumado picado, o azeite, o suco de limão, algumas folhas de dill, a gelatina derretida, a pimenta e o sal a gosto. Forre duas formas de terrine (são retangulares e mais baixas que as de bolo inglês) com filme plástico deixando sobrar um bom pedaço nas bordas e divida a terrine nas duas formas, despejando sobre o filme plástico. Feche com as bordas e pressione levemente vedando bem e tirando o ar. Leve para gelar por aproximadamente 3 horas, depois desenforme e sirva gelado com a cobertura de salmão defumado picado, cebola roxa, alcaparras e tempere com azeite, suco de limão, pimenta e sal. Ajeite as folhas de dill em torno das verrines e sirva.



PAMONHA DE FORNO


Bata no liquidificador:

2 latas de milho verde (sem a água)

1 garrafinha (200ml) de leite de coco

2 xícaras de açúcar (medida da xícara: 180ml)

4 ovos

25g (meio pacote) de queijo parmesão ralado

4 colheres (sopa) de farinha de trigo

PREPARO:


Após bater bem, junte, ainda no liquidificador 1 colher 

(sopa) de fermento em pó e bata só para misturar. Despeje 

a mistura em um recipiente untado e enfarinhado. Leve 

para assar em forno pré-aquecido em 200º até dourar 

porque cada forno tem seu tempo. Eu nunca resisto e como 

um pedacinho dela quente mesmo, mas gelada é muito 

melhor (gosto de deixar na geladeira).



MENSAGEM...



Nenhum comentário: