Total de visualizações de página

domingo, 23 de dezembro de 2012












HISTÓRIA E ORIGEM DO NATAL

Natal ou Dia de Natal é um feriado e festival religioso 
cristão comemorado anualmente em 25 de Dezembro (nos 
países eslavos e ortodoxos cujos calendários eram baseados 
no calendário juliano, o Natal é comemorado no dia 7 de 
janeiro), originalmente destinado a celebrar o nascimento 
anual do Deus Sol no solstício de inverno (natalis invicti 
Solis) e adaptado pela Igreja Católica no terceiro século d.C., 
para permitir a conversão dos povos pagãos sob o domínio do 
Império Romano, passando a comemorar o nascimento de 
Jesus de Nazaré. O Natal é o centro dos feriados de fim de 
ano e da temporada de férias, sendo, no cristianismo, o 
marco inicial do Ciclo do Natal que dura doze dias.

Embora tradicionalmente seja um feriado cristão, o Natal é 
amplamente comemorado por muitos não-cristãos, sendo 
que alguns de seus costumes populares e temas 
comemorativos têm origens pré-cristãs ou seculares. 
Costumes populares modernos típicos do feriado incluem a 
troca de presentes e cartões, a Ceia de Natal, músicas 
natalinas, festas de igreja, uma refeição especial e a exibição 
de decorações diferentes; incluindo as árvores de Natal, 
pisca-piscas e guirlandas, visco, presépios e ilex. Além disso, 
o Papai Noel (conhecido como Pai Natal em Portugal) é uma 
figura mitológica popular em muitos países, associada com os 
presentes para crianças.

Costumes populares modernos típicos do feriado incluem a 
troca de presentes e cartões, a Ceia de Natal, músicas 
natalinas, festas de igreja, uma refeição especial e a exibição 
de decorações diferentes; incluindo as árvores de Natal, 
pisca-piscas e guirlandas, visco, presépios e ilex. Além disso, 
o Papai Noel (conhecido como Pai Natal em Portugal) é uma 
figura mitológica popular em muitos países, associada com os 
presentes para crianças.
Como a troca de presentes e muitos outros aspectos da festa 
de Natal envolvem um aumento da atividade econômica 
entre cristãos e não cristãos, a festa tornou-se um 
acontecimento significativo e um período chave de vendas 
para os varejistas e para as empresas. O impacto econômico 
do Natal é um fator que tem crescido de forma constante ao 
longo dos últimos séculos em muitas regiões do mundo.

HISTÓRIA
Os primeiros indícios da comemoração de uma festa cristã 
litúrgica do nascimento de Jesus em 25 de dezembro é a 
partir do Cronógrafo de 354. Essa comemoração começou em 
Roma, enquanto no cristianismo oriental o nascimento de 
Jesus já era celebrado em conexão com a Epifania, em 6 de 
janeiro.  A comemoração em 25 de dezembro foi importada 
para o oriente mais tarde: em Antioquia por João 
Crisóstomo, no final do século IV, provavelmente, em 388, e 
em Alexandria somente no século seguinte.  Mesmo no 
ocidente, a celebração da natividade de Jesus em 6 de janeiro 
parece ter continuado até depois de 380. No

No ano 350, o Papa Júlio I levou a efeito uma investigação 
pormenorizada e proclamou o dia 25 de Dezembro como 
data oficial e o Imperador Justiniano, em 529, declarou-o 
feriado nacional.

Muitos costumes populares associados ao Natal desenvolveram-se de forma independente da comemoração 
do nascimento de Jesus, com certos elementos de origens em 
festivais pré-cristãos que eram celebradas em torno do 
solstício de inverno pelas populações pagãs que foram mais 
tarde convertidas ao cristianismo. Estes elementos, incluindo 
madeiros, do festival Yule, e a troca presentes, da 
Saturnalia, tornaram-se sincretizados ao Natal ao longo dos 
séculos. A atmosfera prevalecente do Natal também tem 
evoluído continuamente desde o início do feriado, o que foi 
desde um estado carnavalesca na Idade Média, a um feriado 
orientado para a família e centrado nas crianças, introduzido 
na Reforma do século XIX. Além disso, a celebração do Natal 
foi proibida em mais de uma ocasião, dentro da cristandade 
protestante, devido a preocupações de que a data é muito 
pagã ou anti-bíblica.
Origem do Natal e o significado da comemoração

O Natal é uma data em que comemoramos o 
nascimento de Jesus Cristo. Na antiguidade, o Natal 
era comemorado em várias datas diferentes, pois 
não se sabia com exatidão a data do nascimento de 
Jesus. Foi somente no século IV que o 25 de 
dezembro foi estabelecido como data oficial de 
comemoração. Na Roma Antiga, o 25 de dezembro 
era a data em que os romanos comemoravam o 
início do inverno. Portanto, acredita-se que haja 
uma relação deste fato com a oficialização da 
comemoração do Natal.


As antigas comemorações de Natal costumavam durar até 12 dias, pois este foi o tempo que levou para os três reis Magos chegarem até a cidade de Belém e entregarem os presentes (ouro, mirra e incenso) ao menino Jesus. Atualmente, as pessoas costumam montar as árvores e outras decorações natalinas no começo de dezembro e desmontá-las até 12 dias após o Natal.

Do ponto de vista cronológico, o Natal é uma data de grande importância para o Ocidente, pois marca o ano 1 da nossa História.

A Árvore de Natal e o Presépio

Em quase todos os países do mundo, as pessoas montam árvores de Natal para decorar casas e outros ambientes. Em conjunto com as decorações natalinas, as árvores proporcionam um clima especial neste período.

Acredita-se que esta tradição começou em 1530, na Alemanha, com Martinho Lutero. Certa noite, enquanto caminhava pela floresta, Lutero ficou impressionado com a beleza dos pinheiros cobertos de neve. As estrelas do céu ajudaram a compor a imagem que Lutero reproduziu com galhos de árvore em sua casa. Além das estrelas, algodão e outros enfeites, ele utilizou velas acesas para mostrar aos seus familiares a bela cena que havia presenciado na floresta.

Esta tradição foi trazida para o continente americano por alguns alemães, que vieram morar na América durante o período colonial. No Brasil, país de maioria cristã, as árvores de Natal estão presentes em diversos lugares, pois, além de decorar, simbolizam alegria, paz e esperança.

 
presépio também representa uma importante decoração natalina. Ele mostra o cenário do nascimento de Jesus, ou seja, uma manjedoura, os animais, os reis Magos e os pais do menino. Esta tradição de montar presépios teve início com São Francisco de Assis, no século XIII. As músicas de Natal também fazem parte desta linda festa.

O Papai Noel : origem e tradição

Estudiosos afirmam que a figura do bom velhinho foi inspirada num bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 280 d.C. O bispo, homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas.

Foi transformado em santo (São Nicolau) pela Igreja Católica, após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele.


A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo. Nos Estados Unidos, ganhou o nome de Santa Claus, no Brasil de Papai Noel e em Portugal de Pai Natal.


A roupa do Papai Noel 


Até o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno na cor marrom ou verde escura. Em 1886, o cartunista alemão Thomas Nast criou uma nova imagem para o bom velhinho. A roupa nas cores vermelha e branca, com cinto preto, criada por Nast foi apresentada na revista Harper’s Weeklys neste mesmo ano.

Em 1931, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o Papai Noel com o mesmo figurino criado por Nast, que também eram as cores do refrigerante. A campanha publicitária fez um grande sucesso, ajudando a espalhar a nova imagem do Papai Noel pelo mundo.

Curiosidade: o nome do Papai 

Noel em  outros países:


- Alemanha (Weihnachtsmann, O "Homem do Natal"),

 Argentina, Espanha, Colômbia, Paraguai e Uruguai
 (Papá Noel), Chile (Viejito Pascuero),

Dinamarca (Julemanden), França (Père Noël), 

Itália (Babbo Natale), México (Santa Claus), 

Holanda (Kerstman, "Homem do Natal), POrtugal 

(Pai Natal), Inglaterra (Father Christmas), Suécia 

(Jultomte), Estados Unidos (Santa Claus), Rússia 

(Ded Moroz).



$$$EMPREENDA, FAÇA E VENDA$$$
CANOS DE PVC...UAU...
 

CULINÁRIA FÁCIL....
RECEITA:ARROZ PARMEGIANA...
INGREDIENTES:
2 xícaras (chá) de arroz cozido. - 2 xícaras (chá) de frango cozido e desfiado. -1/2 xícara (chá) de azeitonas pretas picada. - 1 lata de seleta de legumes. - 1 lata de molho de tomate. 200g de presunto picado. - 250g de mussarela ralada.

PREPARO;
Misture o arroz com a seleta de legumes e o presunto e em um refratário, faça camadas de arroz, uma de frango, uma de molho de tomate e uma de mussarela. Repita a operação e leve ao forno pré-aquecido, médio por 30 minutos ou até gratinar.
EEE EXCELENTE DIA DE NATAL!!!

PUDIM DE LARANJA COM CALDA DE LIMÃO...
Ingredientes

  • 4 colheres (sopa) de suco de limão

  • 12 colheres (sopa) de açúcar

  • 1 1/2 xícara (chá) de suco de laranja

  • 1/2 xícara (chá) de leite integral

  • 4 colheres (sopa) de leite de coco

  • 6 colheres (sopa) de amido de milho
Modo de preparo
  • Misture numa panela o suco de limão, 1/2 xícara (chá) 

  • de água e 10 colheres (sopa) de açúcar.

  • Leve ao fogo.

  • Cozinhe, sem mexer, por 12 minutos, ou até obter uma 

  • calda levemente rala.
  • Bata no liquidificador o suco de laranja com o leite, o 

  • leite de coco, o amido de milho e o açúcar restante.

  • Despeje numa panela, leve ao fogo e cozinhe, sem parar 

  • de mexer, por 20 minutos ou até encorpar.

  • Retire do fogo e reserve.

  • Umedeça 4 assadeiras com capacidade para 400ml cada 

  • uma.


  • Despeje o creme e leve para gelar por 4 horas.


  • Desenforme no momento de servir e acompanhe com a 

  • calda de limão.

  • Decore com laranja cristalizada e hortelã. 

MENSAGEM...








Nenhum comentário: