Total de visualizações de página

quarta-feira, 11 de junho de 2008

Ao Público

Recomendações ao público


1. Não faça sexo com parceiros múltiplos ou com pessoas que têm vários parceiros. Quanto mais parceiros você tiver, maior o risco de contrair AIDS. Se existe a possibilidade de seu parceiro ter outros parceiros, no mínimo procure usar sempre preservativo.

2. Obviamente, evite fazer sexo com pessoas com AIDS, membros dos grupos de risco ou pessoas que tenham um teste positivo anti-HIV.

3. Abandone o vício por drogas injetáveis na veia, ou pelo menos, não divida agulha e seringas com ninguém.

4. Se você precisar de transfusão de sangue ou componentes de sangue, procure um bom hospital ou serviço de hemoterapia que realize todos os exames no sangue e, sempre que puder, a critério médico, utilize o sistema de autotransfusão de sangue, utilize sangue de seus amigos ou familiares após exames (transfusão casada).



AIDS e o Local de Trabalho


Não existem casos de contaminação de AIDS pelo contato social. Não se conhecem casos de amigos ou companheiros de trabalho que tenham se infectado por contato extra-sexual com pessoas doentes de AIDS. Estar no mesmo escritório, na mesma linha de montagem ou usar os mesmos equipamentos de trabalho de uma pessoa contaminada não acarretam qualquer perigo de infecção. Não se contrai AIDS utilizando o mesmo telefone, o mesmo banheiro ou o mesmo transporte coletivo. Também não se transmite AIDS em refeitórios coletivos. Por tudo isso, um companheiro de trabalho que possa estar infectado não oferece nenhum risco a seus colegas. Não o evite ou discrimine!



A AIDS é contagiosa ?


O contato casual ou social com pacientes de AIDS ou pessoas infectadas com o HIV não oferece riscos de contrair a doença. Não existem casos comprovados do vírus ter passado para outras pessoas que cuidam dos pacientes de AIDS. Crianças e adultos com AIDS não transmitem a infecção para membros da família morando na mesma casa. O contato contínuo no ambiente de trabalho, nas escolas e no lar com portadores do vírus com ou sem sintomas da doença não é perigoso. Nesse contato, o aperto de mão, o beijo no rosto e o abraço podem ser utilizados com toda a segurança. Não há nenhum motivo para isolamento social dos portadores do vírus. Enfermeiras, médicos, técnicos de laboratório e todas as pessoas envolvidas na área de saúde não desenvolvem AIDS por cuidar de pacientes com AIDS. Esse grupo de profissionais deve seguir os cuidados de segurança quando manipulam os doentes ou material de qualquer pessoa com doenças transmissíveis, incluindo a AIDS. Cuidados especiais devem ser tomados quando manipularem agulhas e material contaminado, pois apesar do risco em acidentes deste tipo ser menos que 1%, as medidas de proteção são amplamente justificáveis.

Nenhum comentário: