sexta-feira, 22 de agosto de 2014



UMIDADE DO AR E SEUS REFLEXOS 


NA SUA SAÚDE TRABALHADOR!!!

EM PORTO VELHO/RO NENHUM ÓRGÃO COMPETENTE VEIO Á PÚBLICO ESCLARECER E ALERTAR A POPULAÇÃO SOBRE O INTENSO CALOR COM BAIXA UMIDADE DO AR QUE DEVEM ESTAR CAUSANDO ALGUNS TRANSTORNOS EM VOSSOS LARES COM AS CRIANÇAS IRRITADAS NOS OLHOS, GARGANTA E DORES DE CABEÇA, FALTA DE AR, CONSTIPAÇÃO, E NOS ADULTOS A SENSAÇÃO DE QUE 'ALGUÉM' ESTÁ TE ENFORCANDO NA GARGANTA E NÃO TEM ÁGUA QUE AMENIZE MUITO TEMPO!!!
NÓS MEDIMOS A UMIDADE DO AR E VEJA AQUI O RESULTADO:
FIQUEM ALERTA COM CRIANÇAS, ADULTOS E IDOSOS QUE TENHAM PROBLEMAS RESPIRATÓRIOS ESTAMOS ATRAVESSANDO UM TEMPO EXTREMAMENTE QUENTE E COM PERIGOSA ESCASSEZ DE UMIDADE DO AR!!!
LEIA A MATÉRIA ABAIXO E TOME SUAS PROVIDÊNCIAS TRABALHADORES!!!



Em boa parte do território brasileiro, inverno e verão têm características claras e opostas. Enquanto o verão é quente e chuvoso, o inverno, que vivemos no momento, é frio e, principalmente, muito seco.
A baixa umidade do ar provoca uma série de incômodos. Além de ressecara a pele, ele favorece o surgimento de doenças respiratórias, assim como o frio. Os cuidados que devemos ter na proteção contra o tempo seco foram o tema do Bem Estar nesta terça-feira (14), com a participação da dermatologista Márcia Purceli e da otorrinolaringologista Tanit Sanchez.
Quando fazem a previsão do tempo, os meteorologistas chamam 
sempre a atenção para a umidade relativa do ar, ou seja, sobre a 
quantidade de vapor d’água contido na atmosfera em relação à 
quantidade máxima que poderia suportar nessa mesma temperatura 
(ponto de saturação). 

Nos períodos de longa estiagem característicos do final do inverno, 
umidade do ar cai muito e fica mais alta nos dias quentes de 
verão, por causa da evaporação que ocorre depois das pancadas 
de chuva.
Os meteorologistas se preocupam com a umidade relativa do ar, 
porque ela representa uma variável meteorológica que pode afetar o 
organismo de todos os seres vivos. Segundo a Organização Mundial 
de Saúde (OMS), o nível ideal para o organismo humano gira entre 
40% e 70%. Acima desses valores, o ar fica praticamente saturado 
de vapor d’água, o que interfere no nosso mecanismo de controle 
da temperatura corporal exercido pela transpiração. Quanto mais 
alta a temperatura e mais úmido o ar, mais lenta será a evaporação 
do suor, que ajuda a dissipar o calor e a resfriar o corpo. Algumas 
medidas simples podem ajudar a aliviar essa sensação de 
desconforto e mal-estar.

No extremo oposto, tempo seco demais e baixa umidade do ar 
causam danos maiores para a saúde. Além de dificultarem a 
dispersão de gases poluentes, que agravam a situação, provocam o 
ressecamento das mucosas das vias aéreas, tornando a pessoa mais 
vulnerável a crises de asma e a infecções virais e bacterianas. Baixa 
umidade do ar deixa também o sangue mais denso por causa 
da desidratação e favorece o aparecimento de problemas oculares 
alergias. Mesmo quando a temperatura sobe, o ar seco faz seus 
estragos, pois acelera a absorção do suor pelo ambiente e resseca a 
pele.
Quanto mais quente o ar nos períodos nos 

períodos de longa estiagem, 

menor a umidade do ar!!!

O horário crítico, em geral, ocorre entre 15h e 16h. Quando o nível 
cai para menos de 30%, os prejuízos para a saúde se tornam mais 
evidentes: dor de cabeçacomplicações alérgicassangramento 
nasal, garganta seca e irritada, sensação de areia nos olhos que 
ficam vermelhos e congestionados, ressecamento da pele, cansaço.

Não está em nossas mãos controlar as variações climáticas que 
afetam o organismo. No entanto, cabe a nós tomar algumas 
precauções que podem preservar nossa saúde e melhorar a 
qualidade de vida especialmente nos períodos em que a umidade do 
ar está baixa.
Cuidados pessoais

* Lave as mãos com frequência e evite colocá-las na boca e no 
nariz;

* Procure manter o corpo sempre bem hidratado. Portanto, beba 
bastante água, mesmo sem sentir sede. Na hora do lanche ou da 
sobremesa, dê preferência a frutas ricas em líquidos, como 
melancia, melão e laranja, por exemplo. Em especial, fique atento à 
hidratação das crianças, idosos e dos doentes;

* Aplique soro fisiológico no nariz e nos olhos para evitar o 
ressecamento;

* Evite a prática de exercícios físicos entre 10h e 16 h;

* Use produtos para hidratar a pele do rosto e do corpo, pelo 
menos depois do banho e na hora de deitar;

* Coloque chapéus e óculos escuros para proteger-se do sol;

* Aproveite o vapor produzido pela água quente durante o banho 
para lubrificar as narinas

Cuidados com o ambiente

* Ponha toalhas molhadas, recipientes com água ou vaporizadores 
nos aposentos, principalmente nos quartos de dormir;

* Evite aglomerações e a permanência prolongada em ambientes 
fechados ou com ar condicionado, pois o ressecamento das 
mucosas aumenta o risco de infecções oportunistas das vias aéreas;

* Mantenha a casa sempre limpa e arejada. O tempo seco aumenta 
a concentração de ácaros, fungos e da poeira em móveis cortinas e 
carpetes;

* Procure não usar vassouras que levantam o pó por onde passam. 
Se não for possível utilizar aspiradores, utilize panos úmidos;

* Ligue os ventiladores de teto para cima. Ligados para baixo, 
levantam a poeira que se mistura no ar que vc vai respirar.

* Deixe o carro em casa, sempre que possível; aproveite para dar 
uma caminhada quando for percorrer distâncias menores;

* Não queime lixo nem provoque queimadas por descuido ou 
desatenção.


Crianças, idosos e pessoas que já têm alguma doença respiratória são os grupos mais vulneráveis aos problemas impostos pelo ar seco e precisam redobrar os cuidados nesta época.
A pele também sofre com a baixa umidade, principalmente nas extremidades aonde chega pouca gordura, como é o caso dos pés, dos cotovelos e das mãos. Hidratantes podem recuperar a pele ressecada – sempre preste atenção e use o tipo mais apropriado à sua característica de pele. Também é possível prevenir o problema – beber bastante água deixa a pele hidratada de dentro para fora.
A boca também tende a ficar ressecada, porque tem menos queratina – uma substância que tem a função de proteger a pele – que as demais regiões do corpo. Passar saliva nos lábios não adiante, e também nã
o se deve retirar pele seca nem cutucar casquinhas, o que pode agravar a lesão. O ideal é usar alguma pomada cicatrizante.




PARA NOSSOS DDS, PALESTRAS,

 WORKSHOP'S, TREINAMENTOS, 

INSTITUIÇÃO E CURSO DE CIPA, 

MEDIÇÕES E PROJETOS, NR's, 

CURSOS DE ORATÓRIA, 5 'S', 

SEUS DIREITOS TRABALHADOR 

EMPRESA, HIGIENE 

COMPORTAMENTO 

ORGANIZACIONAL,

CONTATE-NOS PELOS E-MAIL'S: 

ecs559@hotmail.com 

liliansat9@hotmail.com 


Desmoronamento mata três em Bom Futuro...

2182014-160512-comvip.jpg


Um desmoronamento de terra matou garimpeiros nesta 

quinta-feira (21/08/2014) no garimpo Bom Futuro, divisa das 

cidades de Monte Negro e Ariquemes.


Segundo relatos de testemunhas, o acidente aconteceu por 

volta das 7 horas, quando um barranco com cerca de 10 

metros de altura veio abaixo e soterrou as vítimas. Um dos 

garimpeiros ficou apenas com a cabeça para fora da terra e 

foi socorrido por companheiros de trabalho, já os outros três 

morreram soterrados.


Policiais da pericia técnica da Polícia Civil, Polícia Militar e 

Corpo de Bombeiros se deslocaram até o garimpo e 

auxiliaram nas buscas pelos corpos que ficaram soterrados. 


Uma das vítimas que sobreviveu a tragédia recebeu os 

primeiros socorros e foi conduzido para um hospital em 

Ariquemes.


De acordo com testemunhas de garimpeiros que trabalham 

no local do acidente, eles relataram de como estava sendo 

feito a escavação era contra as normas de segurança, fato 

que causou o acidente matando três pessoas.



Nome das vítimas:

Enus Alves dos Santos, de 37 anos

Evanildo Perpétuo da Silva, de 30 anos

José de Freitas Delmonds, de 51 anos




Nenhum comentário: